Menu
Busca terça, 19 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Política

Reunião entre prefeito e produtores de evento garante shows na Expogrande

01 março 2011 - 11h10
“A Expogrande vai ter shows”, disse otimista, nesta manhã, o empresário Pedro Paulo, da JPL3 Produções, empresa que organiza a grade de shows da Expogrande 2011. A afirmação é feita após reunião da classe de produtores de evento com o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), realizada ontem na Capital. Segundo Pedro Paulo, o encontro serviu para ajustar detalhes a cerca da realização dos shows, como horários. Uma das alternativas já discutidas pela classe era iniciar e terminar mais cedo as atrações musicais no Parque de Exposições Laucídio Coelho. Questionado sobre a posição do chefe do executivo municipal em viabilizar as licenças ambientais para a realização de shows, o empresário garantiu: “o prefeito está conosco. Ele vai nos ajudar”, comentou. Nesta manhã, enquanto comparecia ao velório da ex-deputada estadual Celina Jallad, no saguão da Assembleia Legislativa, o prefeito de Campo Grande confirmou que houve a reunião ontem, porém, não quis dar mais detalhes. Entenda – Decisão do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), publicada no fim de janeiro, proibiu a realização de shows no Parque de Exposições Laucídio Coelho e comprometeu a grade de atrações musicais já definidas na Expogrande 2011. A programação cultural prevê início dos shows em 14 de abril. Entre as atrações, nomes como Luan Santana, Michel Teló, João Bosco e Vinícius, Bruno e Marrone, Restart, entre outros artistas. A Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), que realiza a feira, disse que o investimento para os shows seria de R$ 2 milhões. De lá para cá, produtores de evento, políticos e empresários aderiram à discussão. E uma das alternativas discutidas seria a construção de uma arena de shows multiuso, ainda sem local definido em Campo Grande. O prefeito disse que o edital para alterar a lei de concessões municipais já foi publicado. Ele prevê que no próximo mês seja aberta a licitação para que as empresas apresentem projetos de construção do espaço. O secretário de Governo, Rodrigo Aquino, explica que o processo licitatório deverá definir como será feita a obra, se o dinheiro será investido pela prefeitura, ou se haverá concessão por tempo determinado ou ainda parceria público-privada. A utilização do estádio Morenão também entrou em debate. Fonte: CG News
Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Barbosinha pede Colégio Militar em Dourados
Política
Hospitais poderão admitir a presença de doulas durante o parto
Política
Com 330 emendas, LOA 2020 segue para votação na Câmara
Política
Bretas nega pedido de Temer de viajar à Espanha
Política
Bolsonaro afirma possibilidade de liderar o novo partido
Política
Bruno Covas retorna atividades na sede da prefeitura de SP após receber alta
Política
Membros da CPI da Energisa já foram definidos
Política
Acontece neste domingo protesto contra ministros do STF na capital
Política
Pró-Morales já registra oito mortos em protestos
Política
PSC Jovem realiza 1º seminário político em MS

Mais Lidas

Polícia
Aos 84 anos, "vovó" é presa dirigindo bêbada após sair de baile
Polícia
Jovem morre fuzilado e mulher é ferida por estilhaços
Polícia
Jovem motociclista morre após bater em meio-fio e ser arremessado em rio
Geral
Ingrid está desaparecida há mais de 20 dias e mãe faz apelo