Menu
Busca terça, 28 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Tecnologia

YouTube aponta desinformação sobre Covid e derruba vídeos de Bolsonaro

Assessoria citou vídeos que mencionavam tratamento ineficaz

22 julho 2021 - 10h19Gabrielly Gonzalez, com G1

O YouTube removeu vídeos, incluindo transmissões ao vivo, do canal do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na quarta-feira (21). Segundo a rede social, os conteúdos foram bloqueados por violar as políticas de informações que proíbem a abordagem sobre a Covid-19 que apresente "sérios riscos de danos significativos".

Assessoria declarou que os vídeos mencionavam que hidroxicloroquina e/ou ivermectina são eficazes para tratar ou prevenir COVID-19, que há uma cura para a doença, e que as máscaras não funcionam para evitar a propagação do vírus.

Empresa disse ainda que aplica as diretrizes "de forma consistente em toda a plataforma, independentemente de quem seja o produtor de conteúdo ou de visão política”.

O YouTube não informou quantos e quais vídeos foram retirados do ar.

Em maio, a plataforma já havia deletado 12 produções do canal do presidente Jair Bolsonaro por violação da mesma regra que proíbe a recomendação de cloroquina e ivermectina contra Covid. Antes disso, outros 5 vídeos também foram removidos.

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tecnologia
Reunião para votar leilão do 5G está marcada para sexta-feira
Tecnologia
Plataforma do governo ajuda na resolução de problemas entre consumidores e empresas
Tecnologia
Certificado Nacional de Vacinação já está disponível pela internet
Tecnologia
Novas medidas de segurança para pix visam coibir sequestros e roubos
Tecnologia
Portal voltado às práticas do campo é criado por estagiários do Vale Universidade
Saúde
Sete UPAs tem atendimento pediátrico nesta segunda-feira; confira

Mais Lidas

Cidade
Incêndio atinge margens do rio Paraguai em Corumbá
Clima
Tempestade faz temperatura despencar 15 graus e destelha apartamento em Campo Grande
Polícia
Mulher é agredida e esfaqueia pênis de marido
Polícia
Homem é assassinado a tiros por dívida de R$ 100,00