Menu
Menu
Busca sábado, 13 de abril de 2024
Brasil

Agência da ONU diz que Coreia do Norte está avançando no seu programa nuclear

O país asiático declarou sua saída do TNP em 2003 e os inspetores da agência tiveram de deixar o território norte-coreano em 2009

03 maio 2017 - 14h49Agência Brasil

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea), Yukiya Amano, afirmou ontem (2), em Viena, durante reunião preparatória para a Conferência de Revisão do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP), que está "profundamente preocupado" com o programa nuclear da Coreia do Norte. O país asiático declarou sua saída do TNP em 2003 e os inspetores da agência tiveram de deixar o território norte-coreano em 2009. As informações são da ONU News.

Segundo Amano, "todas as evidências indicam que a Coreia do Norte está progredindo em seu programa atômico". Ele disse que a Aiea continua trabalhando muito para coletar e avaliar informações relacionadas ao programa nuclear do país, incluindo monitoramento de imagens de satélite e dados relacionados ao comércio.

O chefe da Aiea deixou claro que, sem acesso direto a locais importantes, a agência da ONU não tem condições de confirmar como as instalações nucleares norte-coreanas estão funcionando. Ele pediu ao governo de Pyongyang que cumpra com as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas e coopere com a Aiea na implementação do acordo de salvaguardas do TNP e resolva as questões pendentes.

Amano declarou que os inspetores da Aiea estão prontos para retornar ao país se forem autorizados.
O TNP é um tratado internacional que entrou em vigor em 1970. Entre seus objetivos estão evitar a proliferação de armas nucleares, promover a cooperação no uso pacífico de energia nuclear e alcançar o desarmamento nuclear.

Irã monitorado

Em 2015, a Aiea ajudou a comunidade internacional a alcançar o acordo entre o Irã e o grupo de países conhecido como P5+1, que inclui China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia, membros permanentes do Conselho de Segurança, mais a Alemanha e a União Europeia.

O acordo ficou conhecido como Plano de Ação Conjunto Integrado. Desde a sua implementação, em janeiro de 2016, a Aiea tem monitorado os compromissos nucleares iranianos. Yukika Amano afirmou que atualmente, o Irã está sujeito “ao regime de verificação nuclear mais robusto do mundo”. Os inspetores ampliaram o acesso às usinas atômicas e têm hoje mais informações sobre o programa nuclear iraniano.

Segundo o chefe da Aiea, o programa iraniano atualmente é menor do que antes da implementação do Plano de Ação Conjunto.

Síria e salvaguardas

Em relação à implementação das salvaguardas na Síria, Amano disse que não houve grandes avanços desde a última conferência de revisão. Para ele, é muito provável que um prédio destruído em Dair Alzour, em 2007, abrigava um reator nuclear que deveria ter sido declarado à Aiea pelas autoridades sírias. Ele reforçou o apelo para que a Síria coopere totalmente com a agência em relação às questões não resolvidas.

O diretor-geral da Aiea disse ainda no encontro que segurança nuclear é uma responsabilidade nacional de cada país, mas lembrou que o órgão serve como um fórum internacional de cooperação na área. Ele ressaltou que as salvaguardas da agência são um "componente fundamental do regime de não-proliferação" e têm um papel indispensável na implementação do TNP.

Amano afirmou que a Aiea envia regularmente inspetores para verificar se os países estão cumprindo com seus acordos na área, usando tecnologia avançada que os permite detectar o desvio de material nuclear para o uso em armas ou explosivos. Ele fez um apelo aos Estados signatários do TNP que não têm armas nucleares que concluam acordos abrangentes de proteção com a agência. Ele também pede que os países que ainda não o fizeram, que concluam e implementem protocolos adicionais o mais rápido possível.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corpos estavam na embarcação a deriva
Brasil
Embarcação é encontrada no Pará com vários corpos em decomposição
Pré-candidata a prefeita e chefe da Sudeco, Rose Modesto -
Política
Em visita de Lula a MS, Rose destaca intenção de ser a primeira prefeita eleita da Capital
Em uma das faces, peça tem gravada a ilustração do livro manuscrito da primeira Constituição do País
Brasil
BC lança moeda de R$ 5 em comemoração os 200 anos da 1ª Constituição do Brasil
Rodolfo Nogueira (PL), Marcos Pollon (PL) e Dr. Luiz Ovando (PP)
Política
Trio Bolsonarista de MS vota contra prisão de Chiquinho Brazão acusado de mandar matar Marielle
O anúncio foi feito nesta quarta-feira por Lula
Brasil
Rural e Entidades: Minha Casa Minha Vida dará moradias a 440 mil pessoas
Foto: Ueslei Marcelino/Reuters
Brasil
Atuação das Forças Armadas em terra Yanomami é regulada pelo Governo
Biometria é pedida para poder votar
Brasil
Prazo para regularizar título pela internet termina nesta segunda
Dia Nacional da Mulher Sambista é instituído em homenagem à Ivone Lara
Brasil
Dia Nacional da Mulher Sambista é instituído em homenagem à Ivone Lara
Ex-deputada federal Flordelis
Brasil
TJ do Rio mantém condenação de 50 anos para ex-deputada Flordelis
Evento aconteceu em Recife
Brasil
Lula sanciona o "SUS da Cultura", que define a gestão do setor no país

Mais Lidas

Artistas confirmadas na Expogrande 2024
Comportamento
Expogrande 2024 divulga programação dos shows; confira as datas
Mulher encontrada morta em casa no Itamaracá teve um infarto
Polícia
Mulher encontrada morta em casa no Itamaracá teve um infarto
AGORA: Mulher é encontrada morta em casa no Itamaracá
Polícia
AGORA: Mulher é encontrada morta em casa no Itamaracá
Homem mente que foi sequestrado e estuprado para voltar com a ex em Campo Grande
Polícia
Homem mente que foi sequestrado e estuprado para voltar com a ex em Campo Grande