Menu
Busca segunda, 22 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Avaliações indicam que água do rio Paraopeba apresenta risco à saúde

O governo de MG determinou que a Vale forneça água potável aos moradores da região atinginda pelo rompimento da barragem

31 janeiro 2019 - 08h59Mauro Silva, com Agência Brasil

As secretarias estaduais de Saúde, de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais informaram que a água do rio Paraopeba apresenta riscos à saúde humana e animal.

Os resultados iniciais do monitoramento feito pelo governo mineiro, após o rompimento da Barragem B1, Mina do Feijão, em Brumadinho, comprova os riscos. Com isso, por questão de segurança, até que a situação seja normalizada, as pastas não recomendam a utilização da água bruta do rio para qualquer finalidade.

Embora o contato eventual com a água não cause risco de morte, as secretarias alertam que deve ser respeitada uma área de 100 metros das margens. Os bombeiros, que têm trabalhado em contato mais direto com o solo, conforme a Secretaria de Saúde, precisam utilizar todos os equipamentos de segurança.

Abastecimento

Para atender a população, o governo de Minas Gerais determinou que a Vale forneça água potável às comunidades atingidas. Junto com essa medida, a empresa suspendeu a necessidade de emissão de outorga para a perfuração de poços artesianos. Em outra frente, servidores da Secretaria de Agricultura estão percorrendo 20 municípios da região para recomendar que a água dos rios locais não seja utilizada.

Orientação

O governo de Minas recomendou ainda que, qualquer pessoa que tenha tido contato com a água bruta do Rio Paraopeba, depois da chegada da pluma de rejeitos, ou ingerido alimentos que também tiveram esse contato, e apresentar náuseas, vômitos, coceira, diarreia, tonteira ou outros sintomas deve procurar a unidade de saúde mais próxima.

A orientação é para a área que vai desde a confluência do rio Paraopeba com o córrego Ferro-Carvão até Pará de Minas. Segundo o governo, no município de Pará de Minas há outro manancial que serve de alternativa para o abastecimento da cidade.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Confira o resultado da Dupla de Páscoa
Brasil
Bolsonaro diz que contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão
Brasil
CCJ retoma análise do parecer da reforma da Previdência na terça
Brasil
Bolsonaro condena ataques no Sri Lanka
Brasil
Bolsonaro diz que invasão de terra tem que ser tipificada como terrorismo
Brasil
Recadastramento de clientes de celulares pré-pagos começa nesta quinta
Brasil
Moraes revoga decisão que censurou reportagens
Brasil
Avianca vai devolver oito aeronaves depois da Páscoa
Brasil
Bolsonaro exonera general corumbaense, da secretaria de Esportes
Brasil
Mulher é presa seis anos após matar o ex-namorado

Mais Lidas

Polícia
Casal morre em acidente na MS-164
Polícia
Jovem morre afogado em piscina do Corumbaense Futebol Clube
Saúde
Ibuprofeno e cetoprofeno podem agravar infecções
Geral
Mega acumula e poderá pagar R$ 90 milhões na quarta-feira