Menu
Busca sábado, 19 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Senar - junho21
Geral

Com tiros, animais na lama são executados em Brumadinho

PRF informou que o procedimento de sacrifício dos animais foi realizado com o atendimento de todos os protocolos de segurança

29 janeiro 2019 - 18h23Marcos Tenório, com informações do Estadão

Os helicópteros que sobrevoavam o céu de Brumadinho na tarde de segunda-feira, (28) não foram apenas para ajudar na retirada de corpos dos escombros e da lama, ou encontrar sobreviventes em meio à destruição. Ao menos uma das aeronaves tinha a missão de executar, com tiros, animais ilhados, que estavam presos na lama ou feridos.

O helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que saiu de Mato Grosso do Sul, ficou com a missão da execução, a aeronave fazia vôos rasantes, e um agente armado com fuzil mirava, de dentro do helicóptero, em locais onde enxergava animais atolados na lama e efetuava os disparos.

Foram cerca de 20 disparos. Há muitos bois ilhados ao longo de todo o trecho da cidade que foi varrido pelo barro. Outros estão com parte do corpo presos na lama.

continue após a publicidade

A decisão de executar os animais foi confirmada pelo chefe da Defesa Civil de Minas, coronel Evandro Geraldo Borges. “O que vamos fazer? Deixar o animal sofrendo? Estamos sim, com equipe em campo executando esse trabalho, mas essa decisão só é tomada nos casos em que não há outra opção.”

Uma outra parte da equipe, está empenhada em socorrer animais “em condições de serem retirados da lama", disse o coronel.

Em nota, a PRF informou que o procedimento de sacrifício dos animais foi realizado com o atendimento de todos os protocolos de segurança, "a pedido e sob a coordenação de uma veterinária, integrante do Conselho de Veterinária de Minas Gerais e supervisionado pelo comando das operações de resgate".


Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Caminhoneiros anunciam greve para 25 de julho
Geral
Animais são encontrados mortos no Pantanal e suspeita é de envenenamento
Geral
Conselheiro Waldir Neves responde à operação da PF na qual foi alvo
Geral
Paulo Corrêa anuncia investimentos para Bataguassu
Geral
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19
Geral
Bolsonaro volta a MS no final do mês
Geral
Ex-diretora do Regional, Rosana Melo assume secretaria do Ministério da Saúde
Geral
Sectur abre inscrições para Curso de Mosaico
Geral
Jovem de 27 anos morre após complicações da Covid-19
Geral
Cultura lamenta morte de Lincoln Gouveia

Mais Lidas

Saúde
"É preciso dizer não", diz adjunta da saúde sobre festas na capital
Geral
Jovem de 27 anos morre após complicações da Covid-19
Polícia
Serial Killer: polícia encontra carta dizendo que muita gente deveria morrer
Saúde
Covid - Prefeitura abre cadastro para vacinação de adolescentes