Menu
Menu
Busca quarta, 24 de abril de 2024
TJMS Abril24
Brasil

CCJ aprova proposta que estabelece prazo para indicação de ministro do STF

24 maio 2017 - 13h18Agência Brasil

Já está pronta para ser votada no plenário do Senado a proposta de emenda à Constituição (PEC) 91/2015 que estabelece o prazo para a indicação de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Pelo texto aprovado nesta quarta-feira (24) pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, a nomeação não poderá demorar mais que três meses, a contar do início da vacância do cargo. Caso esse prazo não seja respeitado, a prposta prevê que o presidente da República seja enquadrado em crime de responsabilidade, por omissão.

Atualmente, não há prazo previsto para essas indicações. A proposta foi motivada pela demora na nomeação de alguns ministros. Segundo levantamento do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), relator da matéria, a do ministro Luís Roberto Barroso - que assumiu a vaga deixada por Carlos Ayres Britto - levou 204 dias para. No caso do ministro Luiz Fux, que entrou na vaga ocupada por Eros Grau, levou 195 dias. Já o prazo entre a vacância do cargo e a nomeação da ministra Rosa Weber, que substituiu Ellen Gracie, levou 132 dias.

Caiado argumentou que a demora prejudica o STF, por causa do excessivo número de processos pendentes de julgamento e da possibilidade de empate nas votações. No plenário, a proposta precisa passar por dois turnos de votação e, se aprovada, segue para a Câmara dos Deputados.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Força Nacional estará presente no Enem dos Concursos
Brasil
Com Corumbá na lista, Força Nacional reforçará segurança no 'Enem dos Concursos'
Wladimir Costa -
Brasil
Ex-deputado federal é preso por violência política e ataques na internet
Votação aconteceu no Senado
Política
Senado aprova projeto que isenta do IR quem ganha até dois salários mínimos
Mais 29 casos do 8 de janeiro são votados no STF
Justiça
Defesas alegam ato pacífico, mas STF condena oito pessoas por atos antidemocráticos
Votação aconteceu no Senado
Política
PEC que criminaliza o porte de drogas independente da quantidade segue para a Câmara
Votação no Senado aconteceu na noite de quarta-feira
Política
Senado vota PEC que criminaliza posse de qualquer quantidade de droga ilícita
Juiza Gabriela Hardt, juiz Danilo Pereira Júnior e os desembargadores Carlos Eduardo Thompson Flores e Lenz Loraci Flores De Lima /
Justiça
"Graves infrações" afastam juíza da Lava Jato e mais 3
Corpos estavam na embarcação a deriva
Brasil
Embarcação é encontrada no Pará com vários corpos em decomposição
Pré-candidata a prefeita e chefe da Sudeco, Rose Modesto -
Política
Em visita de Lula a MS, Rose destaca intenção de ser a primeira prefeita eleita da Capital
Em uma das faces, peça tem gravada a ilustração do livro manuscrito da primeira Constituição do País
Brasil
BC lança moeda de R$ 5 em comemoração os 200 anos da 1ª Constituição do Brasil

Mais Lidas

AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Polícia
AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Capitão Leonardo Mense partiu durante a noite de sábado (21)
Polícia
'Imenso legado': Capitão Mense é homenageado por autoridades e instituições de MS
 Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) -
Justiça
MPMS investiga fraude em concurso da prefeitura de Sonora e recomenda suspensão
"Eu não tenho dúvida que o Beto Pereira terá capacidade, se eleito for, de fazer as grandes transformações e reformas que Campo Grande precisa", enfatiza ex-governador.
Política
JD1TV: Reinaldo diz que problemas locais "pesarão mais" que Bolsonaro