Menu
Menu
Busca sábado, 22 de junho de 2024
Governo - Vazio sanitario Jun24
Brasil

Cheio de amor para dar, bombeiro é acusado de namorar 18 mulheres ao mesmo tempo

Ele teria ainda noivado com pelo menos seis vítimas no mesmo ano e tem seis filhos com mulheres diferentes

16 março 2023 - 17h41Brenda Assis

O terceiro-sargento do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF), identificado como Raphael Martins Zille Ferreira, de 38 anos, está sendo acusado de cometer o crime de estelionato amoroso contra 18 mulheres. Ao menos cinco ocorrências contra ele foram registradas na Polícia Civil do DF (PCDF), as equipes policiais investigam ainda que ele chegou a noivar, simultaneamente, com seis mulheres em um ano.

Uma das vítimas, que procurou a delegacia, se relacionou com Raphael por cinco anos e tem uma filha com ele. Conforme o Metrópoles, Além de ter uma série de namoradas muitas na condição de noivas , o terceiro-sargento desenvolveu uma espécie de "pirâmide do amor", que funcionava com uso do dinheiro das vítimas. Ao pedir valores em espécie ou presentes para uma delas, o militar repassava os mimos para outra, e assim por diante.

Por exemplo: uma das vítimas contou ter comprado dois smartwatches a pedido do bombeiro. No entanto, ela descobriu que o militar havia dado os relógios de presente para outra namorada. Restaurantes e jantares caros, geralmente tinham a conta paga pela namorada que o acompanhava.

Além disso, o bombeiro construiu uma casa no Jardim Botânico e usou várias das namoradas para bancar benfeitorias no imóvel. Quase todo o acabamento teria sido financiado por algumas das mulheres, que acreditavam estar em um relacionamento sério e promissor.

Ameaça e coação - Quando uma das mulheres descobria as traições, o bombeiro se tornava ainda mais abusivo. De acordo com uma das vítimas, que demorou a se libertar do relacionamento, o terceiro-sargento fazia questão de frisar que tinha uma arma e uma grande coleção de facas.

Ao tentar terminar a relação, a vítima teria ouvido do militar: "Se você arrumar outro homem, vou te matar e te enterrar no quintal da minha casa".

As ameaças e coações ocorriam, quase sempre, pessoalmente, para evitar que as mulheres juntassem provas contra o bombeiro. Em algumas ocasiões, as vítimas eram vigiadas, perseguidas e tinham a casa rondada ou até invadida pelo militar.

A investigação do caso corre na Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam), onde cinco vítimas registraram ocorrência e prestaram depoimento.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mudança na divisão de estados
Brasil
Paraná perderá território para Santa Catarina por erro de medição do Exército
Fumaça saindo do alto da torre da Câmara dos Deputados
Geral
Fumaça na torre da Câmara assusta moradores de Brasília
Programa Celular Seguro
Brasil
'Celular Seguro' recebe 57,8 mil alertas de bloqueio em 6 meses
Polícia Federal esteve nas ruas em mais uma ação
Polícia
PF deflagra operação 'Churrascada' contra venda de sentenças no TJSP
M3nin0 tem p3it0 atr4vess4d0 por b4rra de ferr0
Brasil
M3nin0 tem p3it0 atr4vess4d0 por b4rra de ferr0
Casos de Dengue no Brasil
Brasil
Brasil já soma quase 6 milhões de casos e 4 mil mortes por dengue em 2024
Nova Medida Provisória autoriza construção de 12 mil casas no Rio Grande do Sul
Brasil
Nova Medida Provisória autoriza construção de 12 mil casas no Rio Grande do Sul
Denúncia é contra os irmãos Brazão e o ex-chefe da Polícia Civil, Rivaldo Barbosa
Justiça
Supremo julga nesta terça-feira denúncia do caso Marielle
Lorenzo faleceu durante a segunda-feira
Brasil
Piloto de 9 anos morre durante treino para corrida em Interlagos
Rafael Wolfgramm Dias era sargento do BOPE
Brasil
Morre outro PM ferido em operação no Complexo da Maré, no Rio

Mais Lidas

Polícia Civil esteve na empresa em que aconteceu o acidente de trabalho
Polícia
Trabalhador morreu prensado após esquecer de puxar freio de mão de caminhão
Breno Souza Firmino, de apenas 16 anos, atuava como volante na equipe SUB-17 da Portuguesa
Polícia
Adolescente de time de MS morre na Capital
Moradora de Ponta Porã morre ao ter AVC aos 37 anos
Polícia
Moradora de Ponta Porã morre ao ter AVC aos 37 anos
Cabo Almir e Sargento Santos do 10° Batalhão da Polícia Militar
Polícia
Policial morto estaria envolvido em esquema de tráfico e roubo junto com o sargento