Menu
Menu
Busca sexta, 19 de abril de 2024
Brasil

Eleitor tem até hoje para justificar ausência no segundo turno

29 dezembro 2016 - 12h13Agência Brasil

Quem não votou no segundo turno das eleições municipais de 2016 tem até hoje (29) para justificar a sua ausência junto à Justiça Eleitoral. O eleitor deve preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral (disponível na internet) e entregá-lo em qualquer cartório eleitoral, onde deve apresentar também um documento oficial original com foto, como carteira de identidade (RG), carteira de habilitação ou carteira de trabalho.

Devem ser anexados ainda documentos que comprovem o motivo da ausência, tais como atestado médico ou comprovante de viagem. A justificativa será analisada por um juiz eleitoral, que pode acatar ou não a explicação dada pelo eleitor.

O portador de título eleitoral que não justificar a ausência fica sujeito a diversas sanções, como requerer passaporte ou carteira de identidade; receber salário de entidades públicas ou assistidas pelo governo; solicitar empréstimos em qualquer banco ou estabelecimento de crédito subsidiado pelo governo; inscrever-se em concursos públicos ou tomar posse de cargos públicos.

Caso não justifique a ausência, o eleitor poderá regularizar sua situação no futuro, por meio do pagamento de multa, que será estabelecida pelo juiz eleitoral de sua região e pode variar de R$ 1,05 a R$ 3,51. Dependendo da situação econômica do eleitor, a penalidade pode ser multiplicada e chegar a R$ 35,10.

O eleitor que não votar em três eleições consecutivas, não justificar sua ausência e não quitar a multa devida terá sua inscrição cancelada. A Justiça Eleitoral ressalta que cada turno é considerado uma eleição separada.

Quem se encontrava no exterior no segundo turno das eleições e possui domicílio eleitoral em algum município brasileiro pode encaminhar a justificativa por via postal, diretamente a seu respectivo cartório eleitoral. Nesse caso, o eleitor tem o direito de deixar para justificar a ausência somente após o retorno ao Brasil, no prazo de 30 dias.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Wladimir Costa -
Brasil
Ex-deputado federal é preso por violência política e ataques na internet
Votação aconteceu no Senado
Política
Senado aprova projeto que isenta do IR quem ganha até dois salários mínimos
Mais 29 casos do 8 de janeiro são votados no STF
Justiça
Defesas alegam ato pacífico, mas STF condena oito pessoas por atos antidemocráticos
Votação aconteceu no Senado
Política
PEC que criminaliza o porte de drogas independente da quantidade segue para a Câmara
Votação no Senado aconteceu na noite de quarta-feira
Política
Senado vota PEC que criminaliza posse de qualquer quantidade de droga ilícita
Juiza Gabriela Hardt, juiz Danilo Pereira Júnior e os desembargadores Carlos Eduardo Thompson Flores e Lenz Loraci Flores De Lima /
Justiça
"Graves infrações" afastam juíza da Lava Jato e mais 3
Corpos estavam na embarcação a deriva
Brasil
Embarcação é encontrada no Pará com vários corpos em decomposição
Pré-candidata a prefeita e chefe da Sudeco, Rose Modesto -
Política
Em visita de Lula a MS, Rose destaca intenção de ser a primeira prefeita eleita da Capital
Em uma das faces, peça tem gravada a ilustração do livro manuscrito da primeira Constituição do País
Brasil
BC lança moeda de R$ 5 em comemoração os 200 anos da 1ª Constituição do Brasil
Rodolfo Nogueira (PL), Marcos Pollon (PL) e Dr. Luiz Ovando (PP)
Política
Trio Bolsonarista de MS vota contra prisão de Chiquinho Brazão acusado de mandar matar Marielle

Mais Lidas

Aeronave de asa rotativa caída na grama no aeroporto
Geral
JD1 Urgente: Helicóptero cai no aeroporto Santa Maria
JD1TV: Após furtar moto, ladrão tenta extorquir soldado do Exército em Campo Grande
Polícia
JD1TV: Após furtar moto, ladrão tenta extorquir soldado do Exército em Campo Grande
Caramelo e Stivizinha
Comportamento
JD1TV: Animais de rua viram 'cãopanheiros' de serviço em atacadista e base da GCM da Capital
Professora grampeia bilhete em camisa de criança de 5 anos em Nova Friburgo
Geral
Professora grampeia bilhete em uniforme de aluno de 5 anos e gera revolta