Menu
Menu
Busca sexta, 21 de junho de 2024
TJMS - Jun24
Brasil

Empresas do setor siderúrgico querem investir R$ 100 bi no Brasil até 2028

"Esse país vai voltar a crescer e, junto com o crescimento desse país, a indústria do aço", declarou o presidente Lula

21 maio 2024 - 12h12Sarah Chaves, com informações do Planalto

Em reunião no Palácio do Planalto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, representantes do setor siderúrgico anunciaram na segunda-feira (20), investimento de R$ 100,2 bilhões no Brasil até 2028.

“A indústria automobilística já anunciou investimento de R$ 130 bilhões, dos quais R$ 124 bilhões até 2028 e o restante até 2033. Vocês estão anunciando R$ 100 bilhões agora. Na semana que vem vai ter mais um setor anunciando mais R$ 100 bilhões. O setor energético está anunciando tantos bilhões que eu quero acreditar que vão gerar empregos”, destacou o presidente Lula.

“Esse país vai voltar a crescer e, junto com o crescimento desse país, a indústria do aço. Para isso, é preciso fazer crescer a indústria automobilística, a da construção civil, a naval, é preciso fazer a Embraer vender mais avião”, afirmou o presidente.

O anúncio ocorre após a Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidir, em abril, elevar para 25% o imposto de importação de 11 NCMs (Nomenclatura Comum do Mercosul) de aço e estabelecer cotas de volume de importação para esses produtos – de maneira que a tarifa só sofrerá aumento quando as cotas forem ultrapassadas.

Expectativa é que a medida contribua para reduzir ociosidade na indústria siderúrgica nacional ocasionada pelo crescimento da importação de aço nos últimos anos.

“Nós, primeiro, agimos na defesa comercial. Estabelecemos cinco mecanismos antidumping, então foram comprovados os dumpings. E há dez investigações em curso. Além disso, nós fizemos uma medida inédita no Brasil que é cota, ou seja, pegamos a média das importações em 2020, 2021 e 2022, fizemos a média, acrescemos mais 30% e estabelecemos a cota. Até esse valor não tem nenhum aumento de imposto de importação, que no Brasil é em torno de 12%, 13%. Agora, o que passar disso, terá 25% de imposto de importação”, explicou Alckmin em pronunciamento após a reunião.

 

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Programa Celular Seguro
Brasil
'Celular Seguro' recebe 57,8 mil alertas de bloqueio em 6 meses
Polícia Federal esteve nas ruas em mais uma ação
Polícia
PF deflagra operação 'Churrascada' contra venda de sentenças no TJSP
M3nin0 tem p3it0 atr4vess4d0 por b4rra de ferr0
Brasil
M3nin0 tem p3it0 atr4vess4d0 por b4rra de ferr0
Casos de Dengue no Brasil
Brasil
Brasil já soma quase 6 milhões de casos e 4 mil mortes por dengue em 2024
Nova Medida Provisória autoriza construção de 12 mil casas no Rio Grande do Sul
Brasil
Nova Medida Provisória autoriza construção de 12 mil casas no Rio Grande do Sul
Denúncia é contra os irmãos Brazão e o ex-chefe da Polícia Civil, Rivaldo Barbosa
Justiça
Supremo julga nesta terça-feira denúncia do caso Marielle
Lorenzo faleceu durante a segunda-feira
Brasil
Piloto de 9 anos morre durante treino para corrida em Interlagos
Rafael Wolfgramm Dias era sargento do BOPE
Brasil
Morre outro PM ferido em operação no Complexo da Maré, no Rio
STF; justiça
Justiça
Inelegibilidade de gestores com contas rejeitadas pelo Legislativo será decidida pelo STF
DERF deu orientações sobre como evitar furtos
Brasil
DERF é homenageada na Câmara Federal por prender ladrão de farmácias na Capital

Mais Lidas

Breno Souza Firmino, de apenas 16 anos, atuava como volante na equipe SUB-17 da Portuguesa
Polícia
Adolescente de time de MS morre na Capital
Leonildo Herrero atuou por 38 anos na Santa Casa da Capital
Geral
Morre o médico Leonildo Herrero
Antes e depois do entorno no empreendimento
Cidade
'Cracolândia' da região da Antiga Rodoviária ganha empreendimento privado
JD1TV AGORA: Antiga fábrica da Frutilla pega fogo em Campo Grande
Polícia
JD1TV AGORA: Antiga fábrica da Frutilla pega fogo em Campo Grande