Menu
Menu
Busca quinta, 13 de junho de 2024
Prefeitura Refis Junho24
Brasil

Justiça determina que Google retire vídeos por intolerância religiosa

MPF aponta que os canais reincidiram na difusão de conteúdos ilícito

15 abril 2023 - 18h45Brenda Leitte, Agência Brasil

A Justiça Federal do Rio de Janeiro determinou que a Google Brasil Internet terá que adotar medidas para identificar e retirar as postagens de conteúdo ilícito de quatro canais do YouTube acusados de propagar intolerância religiosa. O material foi divulgado pelos canais Geração Jesus Cristo, Geração ao Vivo, Geração de Mártires e Geração de Mártires ao Vivo.

A sentença da 29ª Vara Federal do Rio de Janeiro dessa quinta-feira (13), foi proferida em ação movida pelo MPF-RJ (Ministério Público Federal do Rio). Os quatro canais já foram sentenciados no dia 5 de setembro do ano passado, pelo mesmo discurso discriminatório.

Na decisão, a Justiça Federal determina que a Google Brasil Internet monitore permanentemente os canais com os sistemas de controle utilizados pela empresa e que envie relatórios periódicos ao MPF com as análises dos conteúdos e as providências implantadas contra eventuais conteúdos ilícitos.

Histórico

Na decisão anterior, de setembro do ano passado, a 29ª. Vara Federal do Rio determinou que a Google Brasil Internet excluísse os quatro canais do YouTube e todos os vídeos postados pelos perfis. No entanto, a empresa cumpriu parcialmente a decisão liminar, removendo apenas os vídeos indicados na petição inicial da ação do MPF.

A 29ª Vara Federal do Rio de Janeiro determinou novamente que a empresa aplique seus sistemas de controle nos 30 vídeos que ainda estão disponíveis em um dos canais, além de futuras postagens nos quatro canais citados na ação.

A propagação de discurso discriminatório e intolerância religiosa foi identificada nos quatro canais relacionados à instituição religiosa que está envolvida em processos por intolerância, inclusive com a condenação criminal de líder.

Outros casos

Em 2016, em outro caso de intolerância religiosa, a Justiça Federal confirmou liminar ao manter a condenação da Google Brasil por conservar conteúdo de intolerância religiosa no YouTube. A decisão determinou a retirada de 15 vídeos da lista “Islamismo Assassino”, produzidos pelo pastor Tupirani da Hora Lores, da Igreja Geração Jesus Cristo.

A sentença é da 21ª Vara Federal da Capital, e posteriormente confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). Além da retirada do conteúdo, a Justiça exigiu ainda o fornecimento dos dados do responsável pelo canal, o que possibilitou a identificação dos envolvidos.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz
Brasil
Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz
Trecho duplicado no km 374 da BR-163
Brasil
BR-163 está entre as quatro melhores do país em desempenho ambiental
Câmara aprova e 'imposto das blusinhas' vai à sanção presidencial
Brasil
Câmara aprova e 'imposto das blusinhas' vai à sanção presidencial
Ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet
Política
Simone Tebet vai ao Congresso para debater projeto da LDO de 2025
Leptospirose segue causando mortes no Rio Grande do Sul
Brasil
Número de mortes por leptospirose chega a 17 no Rio Grande do Sul
Videomonitoramento -
Brasil
Compartilhamento de imagens de câmeras pode render desconto no Imposto de Renda
Ministro da Educação, Camilo Santana -
Educação
Ministro da Educação é ouvido na Câmara sobre greves e cortes de verbas
Comissão de Saúde aprova inclusão de neuromodulação não invasiva no SUS
Brasil
Comissão de Saúde aprova inclusão de neuromodulação não invasiva no SUS
STJ aceita denúncia contra desembargadora da Bahia por esquema de venda de decisões
Justiça
STJ aceita denúncia contra desembargadora da Bahia por esquema de venda de decisões
Tratamento voltou a acontecer no sábado
Brasil
Porto Alegre retoma tratamento e abastecimento de água

Mais Lidas

Sexta-feira não será feriadão
Geral
Sexta-feira não será feriadão
Vereador Claudinho Serra
Justiça
Justiça bloqueia bens de 19 pessoas e 9 empresas na operação Tromper; veja lista
Rua 14 de Julho
Geral
Abre e fecha de Santo Antônio: Confira o que funciona na Capital no feriado
 O baterista Doug "Cosmo" Clifford (de chapéu), o baixista Stu Cook (de óculos), da formação original, e os músicos da banda Credence Crearwater Revisited
Geral
Creedence Clearwater é confirmado em novembro na Capital