Menu
Busca quinta, 02 de dezembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS nov21
Brasil

Médium propõe trabalhar sob supervisão policial

O médium João de Deus, está sendo acusado de abuso sexual e a prisão preventiva já foi decretada

14 dezembro 2018 - 08h20Da redação com Agência Brasil

Mesmo com o pedido de prisão preventiva, o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, quer continuar seus trabalhos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, Goiás. O advogado Alberto Toron, que defende o médium, apresentou petição nesse sentido na tarde de quinta-feira (13), não em Abadiânia, mas em uma cidadezinha vizinha, chamada Alexânia.

Segundo a Agência Brasil, o juiz titular de Alexânia, Fernando Augusto Chacha de Resende, é também,   juiz substituto em Abadiânia. De acordo com o mesmo documento, a titular em Abadiânia é uma juíza.

O advogado defende que o médium mantenha sua rotina de atividades sob supervisão policial e de câmeras. Toron afirmou que, assim, João de Deus, que se diz inocente, continuará fazendo o bem às pessoas e à cidade, cuja atividade econômica é garantida pela movimentação de milhares de visitantes, do Brasil e do exterior,  à Casa Dom Inácio de Loyola. 

Ele não obteve, porém, resposta imediata sobre a petição. Toron disse que aproveitou a ida ao fórum para se apresentar ao magistrado. Ele acrescentou que ainda não teve tido acesso ao pedido de prisão preventiva.

Segundo o advogado, João de Deus, que não foi mais visto, está em Abadiânia, ou em sua casa em  Anapólis, cidade localizada a 30 minutos. Toron confirmou que o médium o visitou em São Paulo na segunda-feira (10). O advogado deu essas informações em vídeo postado no youtube  pelo jornal Metrópoles, do Distrito Federal.

O Ministério Público de Goiás apresentou ontem (12) o pedido de prisão preventiva, do médium acusado de abuso sexual contra adolescentes e mulheres adultas durante sessões de atendimento espiritual em Abadiânia. João de Deus nega as acusações.

Segundo a defesa, João de Deus está à disposição da Justiça para se apresentar e prestar esclarecimentos.

Manifestação

Simpatizantes do médium, vestidos de branco, fizeram hoje uma manifestação na rua da Casa Dom Inácio de Loyola. Com cartazes, nos quais se lia “Espalhe o amor” e “Unidos pela Casa”, os manifestantes rezaram e defenderam a inocência de João de Deus.

Asa - anestesistas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Morre aos 68 a atriz Noemi Gerbelli, a Diretora Olívia de 'Carrossel'
Brasil
Caso Kiss: Em prantos, réu grita 'eu não sou assassino' em julgamento; veja
Brasil
Carteiro é baleado ao fazer entrega em condomínio; assista
Brasil
Bonito inaugura voo com conexão direta de São Paulo nesta quinta-feira
Brasil
Terceiro caso da variante Ômicron é confirmado no Brasil
Brasil
Réus por tragédia da boate Kiss começam a ser julgados nesta quarta-feira
Brasil
Brasileiro chega da África com resultado positivo para Covid-19
Brasil
Anvisa inclui mais quatro países africanos na lista de restrições de voo
Brasil
Bolsonaro participa de formatura na Academia Militar das Agulhas Negras
Brasil
A partir de segunda, Brasil não aceitará viajantes de seis países da África

Mais Lidas

Brasil
Carteiro é baleado ao fazer entrega em condomínio; assista
Vídeos
Homem se masturba na frente de crianças em condomínio; assista
Polícia
Mulher encontra corpo de bebê escondido em sacola ao descongelar geladeira
Internacional
Perereca suicida? Modelo atira na própria vagina ao gravar vídeo erótico