Menu
Menu
Busca domingo, 03 de março de 2024
Brasil

Na presidência do G20, Lula instala Comissão Nacional em cerimônia no Planalto

"Se 2023 marcou o retorno do Brasil ao mundo, o ano de 2024 será o ano em que o mundo voltará ao Brasil", destacou o ministro Mauro Vieira

24 novembro 2023 - 12h54Sarah Chaves, com informações do Planalto

Em solenidade no Palácio do Planalto, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, instalou na quinta-feira (23) a Comissão Nacional do G20 (grupo de países que reúne as vinte maiores economias do mundo) e destacou o caráter histórico da oportunidade para o Brasil.

O presidente adiantou que é o momento para que a pauta do combate às desigualdades, à fome e à pobreza seja levada para a discussão com os principais líderes do planeta. "Não é mais humanamente explicável o mundo tão rico, com tanto dinheiro atravessando o Atlântico, e a gente ter tanta gente ainda passando fome", pontuou.

A mudança climática também foi abordada pelo presidente como mais uma das prioridades do país na liderança do G20. “A transição energética se apresenta para o Brasil como a oportunidade que não tivemos no Século 20: de termos a possibilidade de mostrar ao mundo que quem quiser utilizar energia verde para produzir aquilo que é necessário para a humanidade encontrará no Brasil”, disse. “O Brasil é o porto seguro para que as pessoas possam vir, fazer investimentos e fazer com que esse país se transforme em um país definitivamente desenvolvido”, completou.

Outro tema citado pelo presidente é a necessidade de mudanças no sistema de governança global e na forma de entender as reais necessidades econômicas dos países em desenvolvimento. "Não é possível que as instituições de Bretton Woods, do Banco Mundial, FMI e tantas outras instituições financeiras continuem funcionando como se nada estivesse acontecendo no mundo, como se estivesse tudo resolvido", disse.
 
O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, destacou que a Presidência do G20 é uma oportunidade para o Brasil se projetar como referência mundial no desenvolvimento econômico sustentável e com compromisso social.

“Será uma ocasião ímpar para projetar uma imagem renovada do Brasil e apresentar uma visão de liderança em termos de cooperação internacional e no debate das grandes questões econômicas e sociais", declarou.

O Ministério das Relações Exteriores vai coordenar a trilha de sherpas do G20, a instância que se encarrega de organizar e facilitar as atividades de 15 grupos de trabalho, envolvendo os mais variados setores, como Meio Ambiente, Agricultura, Educação, Energia, Saúde, Empoderamento Feminino, Comércio, Investimento, Tecnologia e Inovação e outros.

A ampliação da participação social nos processos de decisão do G20 é outro compromisso assumido pela Presidência brasileira no grupo.

A intenção é que o G20 Social garanta espaço para diferentes vozes, lutas e reivindicações das populações das vinte maiores economias do mundo. Também vai coordenar as atividades de doze grupos de engajamento e diversas outras iniciativas não governamentais que envolvam as sociedades de todos os países do G20.

O Governo Federal terá duas forças-tarefas para trabalhar soluções para o combate à fome e a desigualdade e para tratar da mudança do clima. Além disso, outros eixos serão levados para o debate, com destaque para iniciativas de incentivo à bioeconomia e um grupo de trabalho para tratar sobre a pauta de empoderamento feminino. 

Calendário

No dia 11 de dezembro, têm início as trilhas de sherpas e de finanças em Brasília-DF. Serão negociadas declarações e outros atos a serem adotados pelos líderes do G20 na Cúpula do Rio de Janeiro, em novembro de 2024.

O calendário geral da Presidência brasileira do G20 prevê ainda três fases. A primeira é uma reunião por videoconferência nos meses de janeiro e fevereiro, abrangendo todos os quinze grupos de trabalho. Em uma segunda fase, vão ocorrer reuniões técnicas e presenciais, entre março e junho, em diversas cidades e regiões brasileiras. A terceira fase trata de reuniões ministeriais, presenciais, igualmente distribuídas pelo país nos meses de agosto a outubro.

A sequência de reuniões tem como objetivo preparar para a Cúpula do Rio de Janeiro, nos dias 18 e 19 de novembro de 2024. "Se o ano de 2023 marcou o retorno do Brasil ao mundo, o ano de 2024 será o ano em que o mundo voltará ao Brasil", resumiu Mauro Vieira.
 

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Banco é responsável por transações após roubo de celular, decide STJ
Justiça
Banco é responsável por transações após roubo de celular, decide STJ
Eleições 2024: Eleitores têm até 8 de maio para regularização com a Justiça Eleitoral
Brasil
Eleições 2024: Eleitores têm até 8 de maio para regularização com a Justiça Eleitoral
TSE
Política
TSE autoriza shows para arrecadação de recursos nas eleições de 2024
Esse tipo de prova era considerada legal até 2019
Política
TSE veta deep fake e amplia deveres das redes sociais nas eleições de 2024
Filho de desembargadora de MS preso em SP começa cumprir pena de 8 anos de prisão
Brasil
Filho de desembargadora de MS preso em SP começa cumprir pena de 8 anos de prisão
9º Batalhão de Comunicações e Guerra Eletrônica - Foto: Ilustrativa / Crédito: @9bcomge_exercito
Geral
Obra de pavilhão militar em Campo Grande custará mais de 4 milhões de reais
Deputado federal tem sigilos bancário e fiscal quebrados por suposta 'rachadinha'
Brasil
Deputado federal tem sigilos bancário e fiscal quebrados por suposta 'rachadinha'
Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino
Brasil
Cerimônia de posse de Flávio Dino como ministro do STF acontece hoje
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Brasil
MS tem 15 vagas em concurso da Caixa para nível médio e superior
Ministro Gilmar Mendes e o ex-senador Delcídio do Amaral
Política
"Queda da Bastilha", diz Delcídio após ataque de Gilmar

Mais Lidas

Aposentado viaja de motor home com a esposa e já percorreu mais de 120 mil km
Geral
Aposentado viaja de motor home com a esposa e já percorreu mais de 120 mil km
Rapaz não teve tempo de ser socorrido
Polícia
JD1TV AGORA: Rapaz é assassinado com vários tiros no Aero Rancho
Patrick foi atingido com três disparos
Polícia
Jovem foi assassinado por dupla em motocicleta no Aero Rancho
AGORA: Homem é baleado e dirige até a UPA Coronel Antonino para pedir socorro
Polícia
AGORA: Homem é baleado e dirige até a UPA Coronel Antonino para pedir socorro