Menu
Busca terça, 22 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Cidade

Consórcio Guaicurus tenta barrar carona compartilhada de vans

Apartir de amanhã cerca de 70 vans vão começar a operar como opção para o transporte coletivo em Campo Grande

15 setembro 2020 - 11h00Sarah Chaves

O Consórcio Guaicurus entrou com uma tutela Cautelar na Justiça para Justiça para suspender a Lei Municipal 6.498, sancionada no dia 8 deste mês que dispõe sobre o transporte remunerado privado de passageiros.

Conforme o decreto, a partir de amanhã (16), amparada pela lei municipal, cerca de 70 vans vão começar a operar por meio da carona compartilhada e passarão a ser opção para o transporte coletivo em Campo Grande.

O pedido de tutela de emergência será analisado pelo juiz Marcelo Andrade Campos Silva, da 1ª Vara de Fazenda Pública. O consórcio alega no processo que a mudança cria “enorme descompasso na mobilidade urbana com graves consequências ao concessionário, população e erário público”.

“Com a liberação de veículos de grande porta para o transporte individual, interfere-se no bom andamento do sistema de mobilidade urbana, não só nesta capital, mas a nível nacional, considerando os impactos globalizados da má ou incompleta interpretação da legislação federal”, pontua a defesa.

A empresa também argumenta que o transporte individual de passageiros não pode ser prestado por pessoas jurídicas. No entanto, a lei municipal nº 5313 de 27 de março de 2014 que autorização e execução dos serviços de transporte escolar Urbano e Rural por pessoas físicas ou jurídicas que comprovarem o atendimento das exigências estabelecidas na lei federal 9.503/1997 no Código de Trânsito Brasileiro.

O aplicativo de vans será liberado amanhã para transporte coletivo. Viagens serão compartilhadas e valores das corridas serão definidos pelo próprio aplicativo.

O presidente do Sindicato dos Transportadores Escolares do Estado (Sinte-MS), Rodrigo Aranda Armoa afirma que o transporte será limitado a 50% a lotação do veículo eu uso de máscara será obrigatório. “Fechamos a parceria com a plataforma Rodar e já está disponível para baixar, mas ainda não há funcionando para as vans. Os valores das corridas serão definidos pelo próprio aplicativo e a carona será compartilhada”, esclareceu.

Ainda conforme o sindicato será feita a higienização periódica dos veículos para descontaminação "Será como os aplicativos de corrida que já existem mas com viagens compartilhadas. Se a van tem espaço para 14 pessoas por exemplo, serão sete passageiros. Estamos formalizando um acordo para ser realizada a higienização todos os dias no final da jornada de trabalho”, completou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Após 20 anos vivendo na irregularidade, 215 famílias de Bodoquena receberão título de propriedade
Cidade
Serão destinados R$ 100 milhões para obras com asfalto na capital
Vídeos
AO VIVO: Prefeitura assina contrato para obras que incluem Rita Vieira e Bom Pastor
Cidade
Bombeiros combatem último foco de incêndio no Atacadão
Cidade
Reabertura das fronteiras não inclui Pedro Juan Caballero
Cidade
Baladas, clubes e cinemas estão liberados para retomar atividades
Cidade
Parques e praças reabrem nesta segunda com medidas de biossegurança
Cidade
Prefeitura terá plantão do Refis 100% neste sábado
Cidade
Mesmo com portaria, nem todas as praças da capital abrirão dia 14
Cidade
Ônibus mudam rota para evitar aglomeração na Afonso Pena

Mais Lidas

Brasil
Elias Maluco é encontrado morto em presídio
Internacional
Noivo descobre traição antes do casamento e se vinga
Polícia
Pitbull invade quintal e ataca jovem e dona diz que "não pode fazer nada"
Polícia
Corpo de cabeleireiro é encontrado em rio