Menu
Busca quarta, 13 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Governo - Festival America do Sul
Economia

Julho registra abertura de 43,8 mil postos de trabalho

Dos oito setores econômicos, sete contrataram mais do que demitiram em julho

23 agosto 2019 - 17h36Rauster Campitelli, com informações da Agência Brasil

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta sexta-feira (23) pelo Ministério da Economia, mostram que houve geração de emprego formal no país pelo quarto mês consecutivo. Em julho, foram abertas 43.820 vagas de trabalho com carteira assinada, alta de 0,11% em relação ao estoque de junho.

O indicador mede a diferença entre contratações e demissões. O saldo positivo em julho deste ano foi resultado de 1.331.189 admissões contra 1.287.369 desligamentos. Julho de 2018 apresentou resultado melhor - saldo positivo de 47.319.

Nos sete meses do ano, foram criados 461.411 postos de trabalho (9.600.447 admissões e 9.139.036 desligamentos). Na comparação com o mesmo período de 2018, houve crescimento de 2,93%. O resultado de janeiro a julho deste ano é o melhor para o período desde 2014 (632.224).

Dos oito setores econômicos, sete contrataram mais do que demitiram em julho. O saldo ficou positivo na construção civil (18.721), serviços ( 8.948), indústria de transformação (5.391), comércio (4.887), agropecuária (4.645), extrativa mineral (1.049) e serviços industriais de utilidade pública (494). Apenas administração pública descreveu saldo negativo (315).

Segundo o ministério, todas as regiões do Brasil tiveram crescimento no mercado formal de trabalho em julho. O maior saldo foi na Região Sudeste, com 23.851 vagas de emprego com carteira assinada, crescimento de 0,12%. Em seguida, vêm Centro-Oeste (9.940 postos, 0,30%); Norte (7.091 postos, 0,39%); Nordeste (2.582 postos, 0,04%) e Sul (356 postos, 0,00%).

Das 27 unidades da federação, 20 terminaram julho com saldo positivo no emprego. A maior parte das vagas foi aberta em São Paulo, onde foram criados 20.204 postos de trabalho; Minas Gerais, com 10.609 novas vagas, e Mato Grosso, que teve saldo positivo de 4.169 postos.

Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Assembleia aprova pacote fiscal de Reinaldo
Economia
Caixa reduz taxa de juros do cheque especial
Economia
Exportação de industrializados alcança US$ 3 bi no MS
Economia
Dólar fecha a R$ 4,142
Economia
Com até 90% de descontos, Refis Natalino começa nesta segunda
Economia
Manutenção nas vias garante economia aos cofres públicos
Economia
Fundo reduzirá tributo de álcool
Economia
Comércio de Corumbá tem prejuízo de quase R$ 5 milhões
Economia
Nascidos em abril e maio podem sacar FGTS a partir desta sexta-deira
Economia
MS terá aproximadamente R$ 122 milhões do pré-sal

Mais Lidas

Polícia
Corpo cheio de fezes é encontrado em casa abandonada
Polícia
Homem morre após ser prensado por rolo compactador
Polícia
Idoso é preso após passar a mão nas partes íntimas de diarista
Polícia
Homem tem 80% do corpo queimado e morre a caminho do hospital