Menu
Busca quinta, 20 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Aldeia é beneficiada com projeto sustentável

16 dezembro 2011 - 17h57Divulgação

A Damha Urbanizadora começou nesta semana as ações de campo do Programa Bairro Sustentável Damha na Aldeia Indígena Marçal de Souza, em Campo Grande (MS), a primeira a receber o programa entre os 39 empreendimentos Damha de todo o país. A proposta é envolver as comunidades vizinhas aos empreendimentos em projetos sustentáveis que permitam o desenvolvimento dessas localidades com a melhoria da qualidade de vida e geração de trabalho e renda. A empresa fornece materiais, assessoria técnica, e auxilia na organização dos moradores, que ficam responsáveis pelas obras.

Na Aldeia Marçal de Souza, o programa prevê um programa de recuperação urbana e cultural, com a construção dos fechamentos em frente às casas, em alvenaria e bambu. A alvenaria será pintada de marrom, considerada uma cor da arte Terena, grupo a que pertencem os indígenas dessa localidade. O cercado terá ainda 1,20 m de bambus justapostos, também para resgatar traços da cultura indígena. As casas que já possuem muros convencionais receberão pintura especial, produzidas pelos próprios moradores do local. A Damha Urbanizadora fornece os materiais - cimento, pedra, areia, tintas, ferramentas – e disponibiliza profissionais como engenheiros para acompanhamento da obra, que será de responsabilidade dos moradores.

Enir da Silva Bezerra, cacique da aldeia, comemorou a parceria com a Damha Urbanizadora. "É muito importante para a comunidade indígena essa parceria. Ela vai contribuir para o resgate da nossa cultura e aumentar a autoestima da comunidade", ressalta. A cacique explica que muitas famílias não dispõem de recursos financeiros para murar suas casas. "A Damha veio para ajudar essas famílias", afirma.

Para a professora Maria Auxiliadora Bezerra, da escola Municipal Sulivan Silvestre de Oliveira – Tumune Kalivono (criança do futuro na língua terena) – instalada no bairro, o trabalho de pintura dos muros permitirá aos moradores resgatar os desenhos aplicados nos utensílios da cultura Terena. "Essa parceria significa a revitalização da aldeia e a possibilidade de mostrar quem somos", analisa a professora que é responsável por uma pesquisa de resgate dos traços das pinturas dos índios da aldeia, capaz de inspirar os moradores locais.

José Paranhos, diretor superintendente da Damha Urbanizadora, ressalta que o projeto nasceu do compromisso da empresa com os seus clientes e também com a vizinhança dos condomínios de promover um ambiente propício para o desenvolvimento sustentável local. "A Damha Urbanizadora sempre realizou ações em benefício das comunidades. Agora temos um programa que vai permitir ações coordenadas, com a possibilidade de melhoria da qualidade de vida e ainda com geração de trabalho e renda para as populações atendidas", explica.

Prefeitura prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Marquinhos lança campanha de vacinação para cães e gatos
Geral
Reinaldo vai aguardar texto final para aderir ao plano Mansueto
Geral
“Criminalização da homofobia pode gerar situações injustas”, diz Lídio Lopes
Geral
Shopping realiza sessão de cinema para crianças com distúrbios sensoriais
Geral
Drenagem do lago maior do Parque das Nações Indígenas começa na próxima semana
Geral
Zezé di Camargo quer ajudar a fortalecer "Cota Zero", em Mato Grosso do Sul
Geral
“Polícia estruturada ajuda na preservação”, diz Reinaldo ao entregar equipamentos à PMA
Geral
Produtos para festas juninas tem variação de até 309%
Geral
Reinaldo incentiva ampliação de voos e redução no preço de passagens
Geral
Leilão beneficente vai adotar pacientes para tratamento em equoterapia

Mais Lidas

Cidade
Confira a lista de habilitados para sorteio de unidades habitacionais na capital
Cidade
Campo-grandenses se unem e ajudam família que caiu em golpe da falsa encomenda
Polícia
Pai mata filho de 7 anos após convencê-lo de que brincariam juntos
Polícia
Vídeo: Homem é executado por pistoleiros em oficina