Menu
Busca quinta, 18 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Aldeia é beneficiada com projeto sustentável

16 dezembro 2011 - 17h57Divulgação

A Damha Urbanizadora começou nesta semana as ações de campo do Programa Bairro Sustentável Damha na Aldeia Indígena Marçal de Souza, em Campo Grande (MS), a primeira a receber o programa entre os 39 empreendimentos Damha de todo o país. A proposta é envolver as comunidades vizinhas aos empreendimentos em projetos sustentáveis que permitam o desenvolvimento dessas localidades com a melhoria da qualidade de vida e geração de trabalho e renda. A empresa fornece materiais, assessoria técnica, e auxilia na organização dos moradores, que ficam responsáveis pelas obras.

Na Aldeia Marçal de Souza, o programa prevê um programa de recuperação urbana e cultural, com a construção dos fechamentos em frente às casas, em alvenaria e bambu. A alvenaria será pintada de marrom, considerada uma cor da arte Terena, grupo a que pertencem os indígenas dessa localidade. O cercado terá ainda 1,20 m de bambus justapostos, também para resgatar traços da cultura indígena. As casas que já possuem muros convencionais receberão pintura especial, produzidas pelos próprios moradores do local. A Damha Urbanizadora fornece os materiais - cimento, pedra, areia, tintas, ferramentas – e disponibiliza profissionais como engenheiros para acompanhamento da obra, que será de responsabilidade dos moradores.

Enir da Silva Bezerra, cacique da aldeia, comemorou a parceria com a Damha Urbanizadora. "É muito importante para a comunidade indígena essa parceria. Ela vai contribuir para o resgate da nossa cultura e aumentar a autoestima da comunidade", ressalta. A cacique explica que muitas famílias não dispõem de recursos financeiros para murar suas casas. "A Damha veio para ajudar essas famílias", afirma.

Para a professora Maria Auxiliadora Bezerra, da escola Municipal Sulivan Silvestre de Oliveira – Tumune Kalivono (criança do futuro na língua terena) – instalada no bairro, o trabalho de pintura dos muros permitirá aos moradores resgatar os desenhos aplicados nos utensílios da cultura Terena. "Essa parceria significa a revitalização da aldeia e a possibilidade de mostrar quem somos", analisa a professora que é responsável por uma pesquisa de resgate dos traços das pinturas dos índios da aldeia, capaz de inspirar os moradores locais.

José Paranhos, diretor superintendente da Damha Urbanizadora, ressalta que o projeto nasceu do compromisso da empresa com os seus clientes e também com a vizinhança dos condomínios de promover um ambiente propício para o desenvolvimento sustentável local. "A Damha Urbanizadora sempre realizou ações em benefício das comunidades. Agora temos um programa que vai permitir ações coordenadas, com a possibilidade de melhoria da qualidade de vida e ainda com geração de trabalho e renda para as populações atendidas", explica.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
PRF inicia a "Operação Semana Santa" nas rodovias federais de MS
Geral
Siqueira contesta financiamento para beneficiar caminhoneiros
Geral
Fiems apresenta projeto e firma parceria com Prefeitura de Ponta Porã
Geral
Guarda Metropolitana atua em esquema especial para evitar "massacres"
Geral
“Ponto de equilíbrio da democracia brasileira”, diz Reinaldo sobre o Exército
Geral
Vídeo - Em encontro sustentável, secretário de Marquinhos cai de patinete
Geral
Curso grátis de fotografia é aberto no MIS
Geral
Três academias são interditadas em Campo Grande
Geral
Peixaria Matias é autuada por vender pescado vencido há mais de um ano
Geral
Reinaldo participa de comemoração ao Dia do Exército, no CMO

Mais Lidas

Polícia
Esposa foge com pastor levando dinheiro e carro do marido
Polícia
Vídeo mostra momento que major é assassinado
Geral
Vídeo - Em encontro sustentável, secretário de Marquinhos cai de patinete
Polícia
Mãe de Kauan pode perder guarda de mais dois filhos