Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Geral

Campanha contra a raiva vai vacinar mais de 600 mil cães e gatos em MS

24 março 2011 - 11h47
O Ministério da Saúde definiu o período de vacinação contra a raiva em cães e gatos, que ocorre em duas etapas: oito estados realizam a vacinação em julho e 17 em setembro. Mato Grosso do Sul, uma das unidades da federação em que a vacinação ocorre na segunda fase, recebe 675,2 mil doses da vacina em julho. A estimativa do Ministério da Saúde é que existam 613,9 mil cães e gatos no Estado. Segundo informações do Ministério da Saúde, a definição das duas etapas de vacinação no País levou em conta a situação da doença em cada região, a cobertura vacinal em 2010 e o cronograma de fornecimento da vacina. Ao todo, serão adquiridas 32 milhões de doses para vacinar uma população estimada em 29 milhões de animais. Durante a vacinação deste ano, informa o Ministério, será mantido o sistema de monitoramento de eventos adversos adotado em 2010, com notificação em formulário eletrônico para o Ministério da Saúde de reações à vacina identificadas nos animais. No ano passado a campanha de vacinação contra a raiva em animais foi suspensa em todo o país depois que foram relatadas reações graves à vacina, inicialmente no Rio de Janeiro e em São Paulo. Ao todo, foram 637 registros, dos quais 265 (41,6%) foram considerados graves – morte ou reação sistêmica (anafilaxia). Orientações - O Ministério da Saúde recomenda que aos donos dos animais, caso identifique suspeita de raiva, isolem o animal e acionem técnicos do centro de controle de zoonoses ou um veterinário da secretária municipal de Saúde para que as providências. Outra recomendação é que, caso a pessoa seja agredida por qualquer animal, lave imediatamente a ferida com água e sabão e procurar imediatamente um serviço de saúde para obter orientações sobre indicação de vacina ou soro. Quando a agressão for por cães ou gatos, os animais deverão ser confinados por dez dias após a agressão, para observação de sintomas da doença. Se o animal morrer, deve-se informar o departamento de zoonoses do município imediatamente, orienta o Ministério. Fonte: CG News
Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Vice-governador de MS continua internado em SP, "consciente e orientado"
Geral
Mutirão de renovação de CNH com EAR continua neste sábado no Detran
Brasil
Mãe de Henry continuará em cela isolada, ela alega "temer pela vida"
Saúde
Covid-19: Governo compra 100 milhões de doses da vacina da Pfizer
Geral
AO VIVO: Busca pela segunda dose é baixa nesta sexta
Brasil
Depois de 16 anos na Record, jornalista Carla Cecato é demitida por e-mail
Brasil
Maioria do STF vota a favor da obrigação do governo de realizar Censo em 2022
Geral
Cancelamento: passageiros reclamam e motoristas justificam
Geral
Juliette não renova com a Globo e pode aceitar outras propostas
Saúde
Novo lote com 13 mil doses chegou hoje em MS

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio