Menu
Busca domingo, 25 de julho de 2021
(67) 99647-9098
Senai - EAD_senai_graduação
Geral

Campo Grande registra a pior epidemia de dengue da história

16 dezembro 2010 - 17h55
O ano de 2010, no quesito saúde, está sendo marcado pela pior epidemia de dengue da história de Campo Grande. Na Capital, até o momento, foram registradas 40.953 notificações da doença e 22 mortes, metade dos casos registrados no Estado todo: 81.863 casos de dengue confirmados. De acordo com dados da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), nesses primeiros 14 dias de dezembro, foram 318 notificações. O mês mais crítico do ano foi março como 11.910 notificações e oito mortes registradas, além disso, neste mês, segundo a secretaria, há um óbito que foi registrado como inconclusivo. As outras mortes de dengue em 2010 foram registrados nos seguintes meses: janeiro (3), fevereiro (4), abril (4), maio (1), junho (1) e julho (2). Ao todo em 2010, até o momento, foram registrados 109 casos de febre hemorrágica da dengue. Quando se comparam os casos de dengue deste ano com os do ano passado percebe-se mais como a população de Campo Grande foi atingida pela doença em 2010. No ano passado, foram 5.179 notificações, ou seja, este ano teve 35774 mais registros. As notificações desse ano só não ultrapassam a de 2007 que teve 45.663, porém, esta que antes era considerada a pior epidemia de dengue de Campo Grande provocou duas mortes, enquanto que a desse ano foi responsável por 22 óbitos. Morte em Paranaíba O último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde mostra que subiu de 46 para 47 o número de pessoas que morreram de dengue no Estado. A última morte confirmada foi na cidade de Paranaíba. De acordo com o boletim que foi feito em parceria com as secretarias municipais de Saúde, até o momento foram registrados 81.863 casos de dengues confirmados. O boletim de resposta coordenada no monitoramente da dengue é o 29º do ano e mostra os dados levantados até o dia 11 de dezembro. No entanto, 15 municípios do Estado não informaram os casos suspeitos da doença registrados na última semana epidemiológica. Segundo informações da Secretaria de Saúde, o boletim considera como fonte de informações de notificações tanto o Sinan quanto a Planilha Simplificada que é enviada semanalmente pelas Secretarias Municipais de Saúde dos oito municípios prioritários: Bonito, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Ponta Porã e Três Lagoas. Os municípios em monitoramento estratégico concentram 54,4% (1.284.735) da população estadual e 68,9% (56.422) dos casos suspeitos da doença, de acordo com a Planilha Simplificada.
Cruzeiro do Sul - 44 anos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Confira os links de acesso para ver os shows em casa neste sábado
Geral
TJMS anuncia leilão de 77 lotes de veículos
Geral
'Jantar eleitoral': A nova tentativa de golpe com nome de Geraldo Resende
Geral
Idoso sai para ir ao dentista e desaparece em Campo Grande
Geral
Atriz pornô deixou gravação após diretor sugerir cena com cruz
Geral
Governo ajudará a achar solução para perdas com geada
Geral
Murilo segue internado em SP
Geral
Será liberado mais um acesso ao Parque dos Poderes neste sábado
Geral
Joice Hasselman acorda em poça de sangue e diz não saber o que houve
Geral
TJ-MS irá digitalizar 100% dos processos físicos até setembro

Mais Lidas

Polícia
Mãe e filha são ameaçadas e têm carro riscado ao pedir para vizinha abaixar o som
Polícia
Pais são presos suspeitos de torturar, abusar e matar filho de 1 ano
Polícia
Funcionária esquece cartão em sacola de roupas e cliente gasta R$ 856
Polícia
Atirador em gol rebaixado faz uma vítima no Moreninhas III