Menu
Busca quarta, 28 de setembro de 2022
(67) 99647-9098
SESI - FAZ PELA INDÚSTRIA E POR VOCÊ
Geral

Campo Grande registra a pior epidemia de dengue da história

16 dezembro 2010 - 17h55
O ano de 2010, no quesito saúde, está sendo marcado pela pior epidemia de dengue da história de Campo Grande. Na Capital, até o momento, foram registradas 40.953 notificações da doença e 22 mortes, metade dos casos registrados no Estado todo: 81.863 casos de dengue confirmados. De acordo com dados da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), nesses primeiros 14 dias de dezembro, foram 318 notificações. O mês mais crítico do ano foi março como 11.910 notificações e oito mortes registradas, além disso, neste mês, segundo a secretaria, há um óbito que foi registrado como inconclusivo. As outras mortes de dengue em 2010 foram registrados nos seguintes meses: janeiro (3), fevereiro (4), abril (4), maio (1), junho (1) e julho (2). Ao todo em 2010, até o momento, foram registrados 109 casos de febre hemorrágica da dengue. Quando se comparam os casos de dengue deste ano com os do ano passado percebe-se mais como a população de Campo Grande foi atingida pela doença em 2010. No ano passado, foram 5.179 notificações, ou seja, este ano teve 35774 mais registros. As notificações desse ano só não ultrapassam a de 2007 que teve 45.663, porém, esta que antes era considerada a pior epidemia de dengue de Campo Grande provocou duas mortes, enquanto que a desse ano foi responsável por 22 óbitos. Morte em Paranaíba O último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde mostra que subiu de 46 para 47 o número de pessoas que morreram de dengue no Estado. A última morte confirmada foi na cidade de Paranaíba. De acordo com o boletim que foi feito em parceria com as secretarias municipais de Saúde, até o momento foram registrados 81.863 casos de dengues confirmados. O boletim de resposta coordenada no monitoramente da dengue é o 29º do ano e mostra os dados levantados até o dia 11 de dezembro. No entanto, 15 municípios do Estado não informaram os casos suspeitos da doença registrados na última semana epidemiológica. Segundo informações da Secretaria de Saúde, o boletim considera como fonte de informações de notificações tanto o Sinan quanto a Planilha Simplificada que é enviada semanalmente pelas Secretarias Municipais de Saúde dos oito municípios prioritários: Bonito, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Ponta Porã e Três Lagoas. Os municípios em monitoramento estratégico concentram 54,4% (1.284.735) da população estadual e 68,9% (56.422) dos casos suspeitos da doença, de acordo com a Planilha Simplificada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Mulher é socorrida após ser atingida por retroescavadeira na cabeça
Geral
Reinaldo inaugura nova sede da DEPCA na 25 de Dezembro
Geral
Prêmio acumulado de R$ 200 milhões da Mega-sena será sorteado hoje
Geral
Disputa judicial entre Johnny Depp e Amber Heard vai parar nas telonas
Geral
Bebê nasce com dois dentes e viraliza nas redes sociais
Geral
Candidato que foi esfaqueado conta tudo
Geral
Caso Henry: STJ confirma soltura de Monique e prisão de Dr. Jairinho
Geral
Aplicativo do e-Título só pode ser baixado até sábado
Geral
Servidores do HU entram em greve na Capital
Geral
Simaria aparece de surpresa no palco de 1º show solo de Simone

Mais Lidas

Política
Pesquisa Ranking mostra Riedel perto do segundo turno
Polícia
JD1TV: Homem morre após se despedir da esposa e jogar carro em córrego na BR-163
Interior
Campo-grandense com carga de cigarros na fronteira morre em confronto com a PM
Cidade
Após episódio de 'traição', amante de candidato se diz abalada e passará por IML