Menu
Busca quarta, 26 de janeiro de 2022
(67) 99647-9098
Governo - conta energia
Geral

Com dois suicídios, enfermagem cobra atitude de conselho

Em publicação de nota de pesar, profissionais comentam valorização e redução de carga horária

25 janeiro 2019 - 16h13Da redação

Ao lamentar a morte do técnico de enfermagem Willian Flavio Correia Santos, 36 anos, encontrado morto nesta manhã, na Santa Casa, o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-MS), profissionais cobram atitude do conselho sobre a valorização da categoria.

Em nota publicada nas redes sociais, o conselho ressalta que este é o segundo caso com suspeita de suicídio envolvendo um profissional da categoria neste ano. No dia 3 de janeiro, a enfermeira Janaina Silva, 39 anos, foi encontrada morta e também com suspeita de suicídio. No dia da morte de Janaina, o conselho publicou que “baixos salários, cargas horárias exaustiva”, são fatos que levam os profissionais a ter tal tipo de crise.

O fato levanta uma indagação entre os profissionais da área que lutam pela valorização da categoria e redução da carga horária, de 40 horas semanais para 30. A redução já é realidade para os profissionais que trabalham para o município, somente no estado ainda não.

O conselho levanta a bandeira da redução da carga horária para os profissionais da categoria, mas chama a atenção o edital para o concurso público do Coren-MS, onde os profissionais terão que cumprir as 40h, como pode ser visto abaixo.

Na publicação de hoje, onde o conselho lamenta a morte de Willian, a reclamação de profissionais para a regulamentação da categoria é quase que unanime. “Coren, cadê nossas resoluções? Vamos por em prática? Até quando coren?”, indagou um internauta.

Ao pedir por reconhecimento e respeito, outro internauta dispara: “Ficamos doentes pela falta de respeito, por salários baixos e pra ter condições melhores temos necessidades de horas extras ou dois empregos”. “Só sabem fazer nota de repúdio fazer algo pela classe nada nem as 30 horas conseguem e segue a música dos profissionais q continuan se matando e ninguém faz nada governantes e conselhos afff só Deus pra ter misericórdia da nossa classe pq o resto totalmente descomprometido”, comentou outra profissional.

Senar - Jan22

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Resolução que detalha avaliação psicológica para porte de arma é publicada
Geral
Unidades prisionais de MS não poderão receber visitas por 15 dias
Geral
Estado programa orçamento de R$ 710.620 milhões para o Fundo Especial de Saúde
Geral
BBB: Luciano é eliminado antes de alcançar a tão desejada fama
Geral
Técnico de enfermagem que estava desaparecido desde quinta é encontrado na Capital
Geral
Pagamento de benefícios do INSS com reajuste começaram hoje
Geral
Enfermeira que morreu em acidente comemorou a volta para casa nas redes sociais
Geral
Correios inauguram o primeiro avião com a sua marca
Geral
Você viu o Rex? Cachorro desapareceu após ser atropelado por um motociclista
Geral
Ativa Idade está com inscrições abertas com aulas de tai chi chuan, canto e pilates

Mais Lidas

Geral
Inscrições para Lote Urbanizado na capital terminam dia 31 de janeiro
Polícia
Garota de 14 anos planeja e executa a morte da tia a facadas
Geral
Justiça discute partilha de bens de R$ 500 milhões de Marília Mendonça
Polícia
Mulher vai trabalhar de diarista, furta celular e esconde R$ 20 mil em joias no corpo