Menu
Busca quinta, 27 de janeiro de 2022
(67) 99647-9098
Governo - conta energia
Geral

Inédito: Prefeitura promove Marcha de Homens pelo Fim da Violência contra a Mulher

A ação terá a participação da modelo e atriz Luiza Brunet, ativista social representante nacional

29 novembro 2021 - 14h39Taynara Menezes, com assessoria

A Subsecretaria de Políticas para a Mulher (SEMU) promoverá, pela primeira vez, no próximo dia 06 de dezembro, o dia do Laço Branco, a Marcha de Homens pelo Fim da Violência contra a Mulher. A concentração é a partir das 9 horas, no Paço Municipal, e termina na praça do Rádio Clube.

A ação faz parte da Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, com o intuito de chamar não só a atenção das mulheres, mas dos homens também. 

A Marcha terá a participação de servidores públicos, policiais e demais convidados além da modelo e atriz Luiza Brunet, uma importante ativista social pelo fim da violência contra as mulheres no âmbito e representante nacional da Virada Feminina.

A subsecretária de Políticas para a Mulher, Carla Stephanini, destaca a importância de sensibilizar os homens também pelo fim da violência contra a mulher. “Pela primeira vez estamos mobilizando os homens para se juntarem nessa Marcha e, assim, acreditamos que a ação irá sensibilizar outros homens também. A SEMU faz o atendimento a mulher vítima de violência doméstica, porém, é fundamental trabalhar a prevenção não só com elas mas com os homens também, desconstruindo ideias arraigadas em nossa sociedade, chamando a atenção deles sobre comportamentos machistas e prejudiciais às mulheres”.

História

A Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma campanha mundial realizada anualmente desde 1991, em vários países, entre os dias 25 de novembro e 10 de dezembro, período que compreende datas representativas para o enfrentamento às várias formas de violência contra as mulheres.

No Brasil, a campanha é realizada desde 2003 e se inicia no dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, com o objetivo de dar visibilidade para a situação das mulheres negras que, além da violência de gênero sofrem a violência racial.

No dia seis de dezembro de 1989 aconteceu o Massacre de Mulheres em Montreal, no Canadá, quando 14 estudantes de engenharia foram assassinadas por um jovem que não aceitava a presença de mulheres no curso. Esse massacre deu origem à Campanha Internacional do Laço Branco. No Brasil, a partir de 2007, é o dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, instituído pela Lei n. 11.489/07.

No âmbito do município de Campo Grande, foi criada a Lei n. 6.136/18 que instituiu no calendário oficial de eventos da Capital o dia 06 de dezembro como o Dia Municipal de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres. A campanha é uma estratégia de mobilização da sociedade, por meio de organizações que desenvolvem ações coordenadas visando à sensibilização, conscientização e o engajamento na prevenção e na eliminação de todas as formas de discriminação e violência contra mulheres e meninas.

Corumba - vacinação

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Homem que deu capacetadas levou garrafada antes, diz moradora do condomínio no Tarumã
Geral
Morte de Luiz Crosara emociona Uberaba
Geral
Homem desaparecido no Pioneiros é encontrado na BR desorientado
Geral
Resolução que detalha avaliação psicológica para porte de arma é publicada
Geral
Unidades prisionais de MS não poderão receber visitas por 15 dias
Geral
Estado programa orçamento de R$ 710.620 milhões para o Fundo Especial de Saúde
Geral
BBB: Luciano é eliminado antes de alcançar a tão desejada fama
Geral
Técnico de enfermagem que estava desaparecido desde quinta é encontrado na Capital
Geral
Pagamento de benefícios do INSS com reajuste começaram hoje
Geral
Enfermeira que morreu em acidente comemorou a volta para casa nas redes sociais

Mais Lidas

Polícia
Homem passa mal e morre na casa da mãe
Polícia
Irmãos matam pai a pauladas por acharem que ele matou a mãe deles
Comportamento
Murilo abre mão de bens na divisão do patrimônio de Marília, diz colunista
Polícia
Homem esfaqueado no peito pela esposa no Noroeste morre no hospital