Menu
Busca segunda, 22 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Geral

PMA multa pecuarista em R$ 38 mil por desmatamento ilegal

Foram 38 hectares de vegetação nativa desmatado; infrator também responderá por crime ambiental

06 dezembro 2018 - 15h21Da redação com assessoria

Policiais Militares Ambientais de Batayporã realizaram nesta quinta-feira (6) vistoria em uma área desmatada ilegalmente em uma propriedade rural, localizada no município e verificaram que um fazendeiro desmatou 38 hectares de vegetação nativa.

O local estava sendo preparado para formação de pastagens, sem a licença ambiental. Parte da madeira produto do desmatamento das espécies farinha-seca, faveiro e pau-terra, ainda estavam no local.

O infrator de 62 anos, residente em Anaurilândia, foi autuado administrativamente e recebeu multa administrativa de R$ 38.000,00. As atividades foram interditadas. Ele responderá por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção.

O infrator também foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Avianca cancela 50 voos em Campo Grande
Geral
TRE divulga gabarito do processo seletivo para estagiários de ensino médio
Geral
Mega acumula e poderá pagar R$ 90 milhões na quarta-feira
Geral
Seminário em memória às vítimas de acidente de trabalho acontece nesta segunda, na capital
Geral
Canal eletrônico de ouvidoria da Agepan completa um ano
Geral
Status de área livre de aftosa sem vacinação é oportunidade estratégica para MS
Geral
Páscoa pode ser farta até para quem tem restrições alimentares
Geral
Meningite mata jornalista conhecido em MS
Geral
Feriado de Páscoa requer atenção redobrada nas estradas
Geral
Simpósio sobre segurança pública acontece na segunda-feira, na capital

Mais Lidas

Polícia
Casal morre em acidente na MS-164
Polícia
Jovem morre afogado em piscina do Corumbaense Futebol Clube
Saúde
Ibuprofeno e cetoprofeno podem agravar infecções
Geral
Mega acumula e poderá pagar R$ 90 milhões na quarta-feira