Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Reajuste salarial de frentistas pode encarecer combustível

"Normal seria repassar, pois é um custo a mais na folha de pagamento que impacta nas contas do revendedor", afirma sindicalista

01 março 2019 - 15h53Marcos Tenório

Começa a valer a partir de hoje, 1º de março, o novo piso salarial dos trabalhadores em postos de combustíveis de Mato Grosso do Sul, a remuneração sobe para R$ 1.610,15, já acrescido de 30% de periculosidade e o acumulado da inflação dos últimos 12 meses. Mas o aumento nas bombas de combustível, passa pelo dono do estabelecimento.

O aumento salarial vai beneficiar diretamente os frentistas, lavadores, atendentes de escritório, auxiliares de serviços gerais, valeteiros, lubrificador, vigias, caixa interno do posto (escritório) e atendentes de lojas de conveniências, informa José Hélio da Silva, presidente do Sindicato dos Empregados de Postos de Combustíveis e Derivados do Petróleo do Estado do MS (Sinpospetro-MS).

Edson Lazaroto, gerente-executivo do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul (Sinpetro-MS), informou que, em Campo Grande a concorrência é muito grande, são mais de 160 postos de combustível que "brigam" pelo mercado, mas o aumento na bomba de gasolina vai depender de cada um.

Lazaroto afirmou, “o normal seria repassar, pois é um custo a mais na folha de pagamento que impacta nas contas do revendedor, pois tudo que é custo altera a planilha do posto”, disse.

A reportagem do JD1 Notícia entrou em contato com três postos de combustíveis da capital, os donos foram enfáticos em dizer que não será repassado para o consumidor esse aumento, e que a única alteração que acontece nas bombas, é quando o preço do produto altera nas refinarias.

A dona de um posto no Carandá Bosque disse que nunca repassou essa conta para o consumidor, o repasse é feito quando a uma alta do combustível autorizada pelo governo, e que os custos fixos não são repassados pois se tivesse que fazer isso, a gasolina iria passar de R$ 5,00, afirmou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Irmã Dulce passa a ser Santa Dulce dos Pobres após canonização
Geral
MS 42 anos: Mato Grosso do Sul é referência do Ecoturismo brasileiro
Geral
Eletrobras lança plano de demissão para 1.681 funcionários
Geral
Irmã Dulce será reconhecida como Santa Dulce dos Pobres
Geral
Aeroporto Internacional de Corumbá será leiloado em 2º lote do governo
Geral
Petrobras vende campos terrestres no ES por US$ 9,4 milhões
Geral
Abraço Solidário visa fortalecer reestruturação da Seleta neste sábado
Geral
Sesc Cultura terá lançamento de livro sobre patrimônio histórico e bate-papo com autoras
Geral
Comerciante terá que pagar R$ 2,2 mil por transporte ilegal de caranguejos
Geral
Asa Branca relata sofrer ameaças, após revelar maus-tratos de animais

Mais Lidas

Polícia
Adolescentes são apreendidos por necrofilia com cadáver de idosa
Geral
Irmã Dulce passa a ser Santa Dulce dos Pobres após canonização
Oportunidade
Prefeitura seleciona jovens para curso de voluntariado
Polícia
PMA apreende arma usada em caça ilegal