Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99647-9098
Sebrae
Geral

Usina termoelétrica movida a biomassa entra em operação em Três Lagoas

A usina tem capacidade de produzir energia suficiente para abastecer uma cidade de 700 mil habitantes

09 abril 2021 - 14h57Brenda Assis, com informações Contexto Mídia

A primeira usina termoelétrica, movida a biomassa da empresa Eldorado Brasil, entrou em operação. Ela tem capacidade de produzir energia suficiente para abastecer uma cidade de 700 mil habitantes. Trata-se de projeto inédito no Brasil em razão da matéria-prima utilizada: tocos e raízes dos eucaliptos colhidos para a fabricação de celulose.

Primeiro empreendimento da Eldorado Brasil na área de energia, a unidade, batizada de Onça Pintada, contou com investimentos da ordem de R$400 milhões, realizados com recursos próprios da companhia, sem qualquer subsídio ou financiamento público. 

A usina funciona dentro do complexo da fábrica de celulose da Eldorado Brasil, em Três Lagoas, cidade de Mato Grosso do Sul. A planta terá capacidade para gerar 432 mil MegaWatts de energia por ano.

“Este é um projeto absolutamente inovador e com a capacidade de promover renovação no setor florestal brasileiro, implicando a realização de investimentos e a criação de milhares de empregos por todo o país”, avalia Carlos Monteiro, diretor industrial da Eldorado Brasil. "Com a ativação da usina, a Eldorado Brasil passa a ter um ciclo de 100% de aproveitamento do eucalipto, que ela mesma planta, e reitera seu papel de excelência na economia verde”, conclui.

Atualmente, a Eldorado Brasil já é autossuficiente do ponto de vista energético, pois usa resíduos do processo de fabricação da celulose como fonte de energia para abastecer seu parque fabril. Com a nova usina, a empresa passa a ofertar 100% limpa e sustentável ao sistema elétrico nacional, via Ambiente de Contratação Regulado (ACR), em contrato gerenciado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Preparação e licenciamento

Desde a segunda quinzena de março, a Eldorado Brasil vinha realizando, sob acompanhamento das autoridades ambientais e do setor elétrico, os testes para homologação do projeto e obtenção do licenciamento para início da operação. Os testes foram concluídos nesta semana, atestando o funcionamento adequado da turbina, caldeira e demais equipamentos envolvidos na operação.

O empreendimento recebeu a Licença de Operação, expedida pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), com validade de quatro anos. O documento certifica o cumprimento da legislação ambiental vigente, que inclui monitoramento das emissões atmosféricas, além de resíduos sólidos e ruídos.

 

Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Mais de 250 empregos podem ser gerados por projetos do Codecon
Cidade
Prefeitura abre pré-cadastro para vacinação de pessoas entre 18 e 29 anos
Saúde
MS recebe mais de 50 mil doses da AstraZeneca nesta quinta
Geral
Leilão do exército tem 38 caminhões, ônibus e picapes
Geral
Depac Cepol suspenderá atendimento na manhã desta sexta-feira
Geral
Motociclista invade preferencial e quase morre em acidente
Geral
Candidatos ao estágio remunerado da PGE podem conferir lista de pontuação
Geral
Vídeo: caminhão carregado de tijolos tomba "igual" Karol Conka
Geral
Capital prorroga inscrições de processo seletivo para assistente de educação infantil
Geral
Governo lança "Aqueça Uma Vida" para arrecadação de agasalhos

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio