Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Justiça

Casal consegue divórcio por Whatsapp no MS

Defensoria Pública do Estado realizou o divórcio virtual mesmo com uma das partes fora do Brasil

24 julho 2020 - 15h15Sarah Chaves, com informações da assessoria

A Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, anunciou na quinta-feira (23), a realização de um divórcio virtual onde conseguiu resolver todas as pendências dos assistidos, como guarda dos filhos, pensão e divisão de bens mesmo com uma das partes estando fora do Brasil.

O caso que aconteceu em Miranda foi atendido pela defensora pública Maria Clara de Moraes Porfírio, titular da 1ª DPE/MS da comarca de Miranda, segundo ela, e mulher solicitou o divórcio litigioso (quando não há um consenso entre as partes) por meio da plataforma digital, disponibilizada no portal oficial da instituição para atendimento durante o isolamento social provocado pelo novo coronavírus.

A Defensoria Pública entrou em contato com a outra parte, que aceitou formalizar a separação.

“Com o consenso de ambos, nosso único problema era que uma das partes estava na Bolívia. Como as fronteiras entre os países estão fechadas devido à pandemia da covid-19, utilizamos um aplicativo de mensagens para acertar todos os detalhes do divórcio, divisão de bens, guarda dos filhos e pensão alimentícia”, explicou a defensora pública.

Ainda segundo a defensora, todo o processo durou menos de um mês e agora segue para a homologação na Justiça. “Nos moldes antigos, todo esse processo teria demorado mais por conta da necessidade marcar reuniões e conciliar agendas. Porém, a tecnologia neste difícil momento em que o mundo atravessa nos permitiu estarmos disponíveis para os assistidos a qualquer hora e lugar. É satisfatório ver algo que antes não seria tão simples ser resolvido na palma da sua mão”, destacou a defensora pública.

Usar essas tecnologias a favor dos assistidos tem sido recorrente entre as defensoras e defensores públicos desde o início da pandemia, na capital e no interior do Estado.


 

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Atacadão pagará R$ 15 mil a cliente acusado de furtar tequila
Justiça
Paraguai não acha provas contra Ronaldinho e ex-jogador pode ser inocentado
Justiça
“Se não contermos a pandemia, colapso na Saúde é invitável”, diz defensor-geral de MS
Justiça
AO VIVO: Audiência de “fechamento” termina sem acordo
Justiça
AO VIVO: Audiência do “fechamento”, o que pensam as partes?
Justiça
Juiz barra presença de vereador em reunião de conciliação
Justiça
Indústria terá assento em audiência amanhã sobre “fechamento” da capital
Justiça
Justiça: Drogasil terá que indenizar cliente por assédio de atendente
Justiça
Caso Prior: Delegada encerra inquérito de suposto estupro
Justiça
Suspeito de ajudar milícia, delegado Obara é solto pela Justiça

Mais Lidas

Geral
Vídeo - Trabalhador assume erro e recompensará quem levou maleta esquecida
Geral
Governo Federal corta 1/3 das verbas de segurança de MS
Polícia
Policial é denunciado por desordem em condomínio
Geral
Auxílio emergencial: Caixa deposita hoje para nascidos em julho