Menu
Busca quinta, 13 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Justiça

Estado seguirá TAC que disciplina licitações de informática

Termo de ajustamento de conduta foi publicado no dia 29 de junho

05 julho 2020 - 14h45Priscilla Porangaba e Gabriel Neves

O Governo de Mato Grosso do Sul vai editar o decreto que regulariza as contratações de empresas, produtos e mão-de-obra em informática para atender aos órgãos estaduais com o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que já foi assinado e publicado no dia 29 de junho.

O termo celebrado entre Ministério Publico Estadual (MP-MS) e Governo do Estado, tem como objetivo criar estratégias para coibir superfaturamento em contratos na área e Tecnologia da Informação (TI).

De acordo com o MP-MS, o TAC trata especificamente sobre como os serviços de TI são contratados, com regras utilizadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pela Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, introduzindo procedimentos que garantirão maior eficiência, transparência e economia na contratação desses serviços.

O Ministério Publico Estadual trabalha desde 2017 para a formalização do TAC, após a deflagração da Operação Antivírus, onde o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) foi alvo por conta de um contrato irregular foi com a empresa a Pirâmide Central Informática.

A 29ª Promotoria e as 30ª e 31ª atuaram juntas para a formalização do TAC e com isso os promotores detectaram que havia um item “em comum” nas contratações irregulares: não haver uma regulamentação clara, o que facilitava as fraudes.

Assim, começou-se a estudar qual seria o meio mais adequado para e inibir as irregularidades, o que culminou no TAC publicado na edição de 29 de junho do Ministério Público.

O MP-MS publicou uma Nota Pública, explicando as regras do TAC e ressaltou a inexistência de regramento que estabelecesse regras claras e objetivas na contratação de serviços de TI no Estado.

A Nota esclarece ainda que o TAC celebrado não isenta qualquer Gestor Público de eventual ato de improbidade administrativa e não está relacionado com ações em curso que apuram fraudes, desvios e superfaturamentos, muito menos interfere em investigações sobre tais condutas.

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Atacadão pagará R$ 15 mil a cliente acusado de furtar tequila
Justiça
Paraguai não acha provas contra Ronaldinho e ex-jogador pode ser inocentado
Justiça
“Se não contermos a pandemia, colapso na Saúde é invitável”, diz defensor-geral de MS
Justiça
AO VIVO: Audiência de “fechamento” termina sem acordo
Justiça
AO VIVO: Audiência do “fechamento”, o que pensam as partes?
Justiça
Juiz barra presença de vereador em reunião de conciliação
Justiça
Indústria terá assento em audiência amanhã sobre “fechamento” da capital
Justiça
Justiça: Drogasil terá que indenizar cliente por assédio de atendente
Justiça
Caso Prior: Delegada encerra inquérito de suposto estupro
Justiça
Suspeito de ajudar milícia, delegado Obara é solto pela Justiça

Mais Lidas

Polícia
Negociação com homem que tenta suicídio, dura mais de 11 horas
Polícia
AO VIVO - Homem tenta se matar no Cophavilla
Geral
Bolsonaro corta 60% da verba destinada à Rede Globo
Polícia
Agora: Homem faz família de refém e fala em suicídio