Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Justiça

Gilmar Mendes decide manter recomendação de soltar presos devido à pandemia

De acordo com o ministro do STF, decisão é para "evitar danos irreparáveis à saúde de pessoas sob a guarda do Estado"

28 março 2020 - 16h52Sarah Chaves, com informações do UOL

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, manteve a validade de resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que para evitar a propagação do coronavírus, recomendou a retirada de detentos dos presídios.

Gilmar rejeitou uma ação movida pela Associação Nacional de Membros do Ministério Público Pró-Sociedade que defende a redução de direitos para presos.

A resolução do CNJ recomenda que juízes adotem medidas para transferir detentos a outros regimes, como o domiciliar, sobretudo no caso de gestantes, lactantes, idosos, presos que integrem grupos de risco e presos provisórios encarcerados há mais de 90 dias.

Os juízes que atuam no cumprimento de medidas socioeducativas com crianças e adolescentes receberam a mesma orientação.

Por considerar que a associação não tem legitimidade para propor a ação que contestava a decisão e também por entender que não há nenhum preceito constitucional sendo descumprido com a resolução do CNJ, o ministro rejeitou a ação.

"Anote-se que os dispositivos impugnados buscam impedir a propagação da covid-19 dentro dos estabelecimentos penais e de internação de menores, de modo a evitar a ocorrência de danos irreparáveis à saúde e à vida de milhares de pessoas que se encontram sob a guarda específica do Estado, o que certamente ocorrerá, caso haja a propagação em massa desse novo vírus nas condições atualmente existentes", afirma Gilmar Mendes na decisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Justiça obriga empresa a pagar r$ 2 mil à aluno que não recebeu aulas do curso
Justiça
Comitê atua por melhorias na justiça de primeiro grau
Justiça
Ary Raghiant Neto será empossado Vice-Presidente do Conselho de Colégios da OAB do Mercosul
Justiça
Marelli prostesta título quitado e deve pagar R$ 10 mil por danos morais a cliente
Justiça
PF mira Roberto Jefferson, blogueiro, deputado de SP e empresário Luciano Hang
Justiça
“Quem desvia dinheiro público em meio à pandemia, é sociopata”, diz procurador-geral
Justiça
Ladário: Justiça suspende decreto que previa orações para conter pandemia
Justiça
Ao vivo: JD1 entrevista o novo Procurador-Geral de MS, Alexandre Magno
Justiça
CPI acusa Energisa de alterar resolução da Aneel para barrar perícia
Justiça
Assembleia fechará semestre em home office

Mais Lidas

Justiça
Justiça obriga empresa a pagar r$ 2 mil à aluno que não recebeu aulas do curso
Polícia
Adolescente é flagrado com drogas e armas
Economia
Estados Unidos anuncia a doação de mais US$ 6 milhões ao Brasil
Internacional
Macacos 'assaltam' laboratório e levam exames de sangue com coronavírus