Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
Gov - Estado que Cresce (set21)
Opinião

Opinião: o Relógio da 14 de Julho e Reginaldo Leme

18 agosto 2021 - 14h56Fayez Feiz José Rizk

O “relógio da 14” foi um marco na história social e política de Campo Grande (e do Estado). No seu entorno ocorria, além dos comícios eleitorais, o famoso “footing” nos finais de semana, onde as senhoritas e rapazes andavam de lá para cá na paquera que resultou em muitos namoros e casamentos.

Mas, de vez em quando, certas rusgas eram resolvidas pela “lei de Mato Grosso” de nº44 (calibre...). Além disso, praticamente junto, havia o Cine Alhambra, o mais confortável e luxuoso da época.
E da junção desses dois fatores, o Dr. Helio Mandetta nos recordou uma saborosa história.

Certo dia, ao final de uma sessão do Alhambra, um casal, ele gerente do Banespa, ela grávida, se viram em meio a um tiroteio e correram e se refugiaram dentro do relógio, até passar a refrega.

Com o susto, a senhora entrou em trabalho de parto, sendo conduzida à Maternidade, onde nasceu o hoje famoso comentarista de Fórmula 1, Reginaldo Leme.

Então, temos uma personalidade famosa que, de certa forma, tem sua história ligada ao nosso relógio.

(Parte 4 de 5)

*Fayez Feiz José Rizk é arquiteto e professor universitário. 

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Opinião
Opinião - OBRA INACABADA
Opinião
Índio não quer mais apito
Opinião
Opinião - COALIZÃO JÁ!
Opinião
Opinião: Revolução de costumes: A pandemia mudou a rotina e nos aproximou da ciência
Opinião
Opinião: Reforma Tributária ou construção de um novo sistema 
Opinião
Opinião: Festas clandestinas 'celebram' a morte
Opinião
Opinião: Recusa do empregado em tomar vacina contra Covid-19 e a demissão por justa causa
Opinião
A VACINA DA ESPERANÇA

Mais Lidas

Geral
Vídeo: "Peixe de bosteiro", morador de rua engana população de Paranaíba
Polícia
Menino de 2 anos mata prima atropelada após dar partida em carro
Polícia
Funcionários da Energisa ficam sob mira de arma ao tentar podar árvores na Vila Olinda
Polícia
Operação “Dark Money” investiga desvio de R$ 23 milhões no esquema de corrupção em Maracaju