Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Política

Longen destaca papel de Tereza Cristina na defesa da agroindústria de MS

Tereza foi empossada como ministra da Agricultura do governo Bolsonaro

02 janeiro 2019 - 14h35Da redação com assessoria

Ao comentar nesta quarta-feira (2) a posse da deputada federal Tereza Cristina (DEM/MS) à frente do Ministério da Agricultura, Pecuária, Pesca e Desenvolvimento Agrário, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destaca o papel dela na defesa da agroindústria estadual. “O agronegócio de Mato Grosso do Sul é forte e a ministra Tereza Cristina já demostrou, enquanto secretária estadual e deputada federal, ter capacidade operacional na defesa do setor”, pontuou.

Ele acredita que a ministra poderá ajudar, em muito, a agroindústria sul-mato-grossense com projetos de interesse de toda a cadeia produtiva. “Mato Grosso do Sul já é líder mundial na produção de celulose, mas há outros segmentos do setor com projetos voltados para o benefício da nossa agroindústria que precisam do aval do Governo Federal e com ela agora no comando do Ministério da Agricultura, Pecuária, Pesca e Desenvolvimento Agrário será uma grande interlocutora nossa junto à União nessa área da produção”, projetou.

Sérgio Longen reforça que Tereza Cristina dará muitas alegrias para toda a cadeia produtiva de Mato Grosso do Sul à frente desse novo desafio na sua carreira política. “Nós, empresários da agroindústria, estamos muito satisfeitos tendo a Tereza Cristina como ministra, pois ela vai trazer, com toda a certeza, resultados satisfatórios para o Estado”, previu.

Posse

Ao realizar a cerimônia de posse de seu ministério, Tereza Cristina disse que a Defesa Agropecuária, secretaria assumida por José Guilherme Tollstadius Leal, será um dos focos de sua gestão para evitar danos como os ocorridos na esteira da “Operação Carne Fraca”. Ela iniciou o discurso agradecendo a nova função e parabenizando colegas que assumiram outros ministérios, como Luiz Mandetta (DEM-MS), novo ministro da Saúde.

“Temos obrigação de fazer um grande ministério e entregar aos produtores rurais aquilo que eles esperam deste novo governo”, disse a ministra, afirmando que o ex-ministro Blairo Maggi deixou um legado e que sua missão será “fazer mais e melhor”. Sobre as fusões que ocorreram com a reforma ministerial promovida por Bolsonaro, Cristina disse que foi possível “abrigar no mesmo teto áreas afins que já estiveram separadas”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Parecer da reforma da Previdência é bem recebido pelo mercado financeiro
Política
Nelsinho Trad é eleito presidente do PSD-MS
Política
“Governo é uma usina de crises", diz Rodrigo Maia
Política
Cabo Almi acredita em soltura de Lula e cancelamento da sentença
Política
Bolsonaro demitirá presidente dos Correios
Política
PSD discute planos para 2020 neste sábado
Política
Bolsonaro critica decisão do Senado de parar decreto de armas
Política
STF criminalizará homofobia como forma de racismo
Política
Santos Cruz cai e será substituído por outro general
Política
STF retoma julgamento sobre criminalização da homofobia e transfobia

Mais Lidas

Polícia
Durante encontro amoroso, homem é morto por ex-marido de mulher
Polícia
Ex-secretário morre em acidente na MS-157
Polícia
Tio e sobrinho são mortos a golpes de facão
Educação
Extrato de pagamento do Bolsa Família terá alerta sobre trabalho infantil