Menu
Busca segunda, 18 de fevereiro de 2019
(67) 99647-9098
Política

TSE lança página para esclarecer eleitores sobre notícias falsas

Qualquer pessoa poderá ter acesso a informações que esclarecem boatos ou notícias que buscam confundir

13 outubro 2018 - 12h56Da Redação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou uma página na internet para ajudar a esclarecer o eleitorado brasileiro sobre as notícias falsas – ou fake news, no termo em inglês - que vêm sendo disseminadas pelas redes sociais. Para a Justiça Eleitoral, a divulgação de informações corretas, apuradas com rigor e seriedade, é a melhor maneira de enfrentar e combater a desinformação.

Na página Esclarecimentos sobre informações falsas, lançada nesta quinta-feira (11), qualquer pessoa poderá ter acesso a informações que esclarecem boatos ou notícias que buscam confundir os eleitores.

“Diante das inúmeras afirmações que tentam macular a higidez do processo eleitoral  nacional, nessa página o TSE apresenta links para esclarecimentos oriundos de agências de checagem de conteúdo, alertando para os riscos da desinformação e clamando pelo compartilhamento consciente e responsável de mensagens nas redes sociais”, acrescentou o tribunal.

Além de campanhas para alertar os cidadãos, a Justiça Eleitoral informou que tem encaminhado os relatos de irregularidades que chegam ao seu conhecimento para investigação do Ministério Público Eleitoral e da Polícia Federal. O objetivo é apurar eventuais crimes e responsabilizar quem difunde conteúdo inverídico.

De acordo com o TSE, até o momento, nenhuma ocorrência de violação à segurança do processo de votação ou de apuração, realizado durante as eleições de 2018, foi confirmada ou comprovada. “A Justiça Eleitoral desempenha relevante papel na consolidação da democracia em nosso país e trabalha incansavelmente para oferecer à sociedade um processo de votação seguro, transparente e ágil, garantindo efetividade à manifestação popular exercida por meio do voto”.

Após um primeiro turno marcado por diversas notícias falsas, o conselho consultivo criado pelo TSE para discutir medidas de combate a esse tipo de conteúdo se reuniu ontem e manifestou preocupação com a disseminação de conteúdos enganosos no WhatsApp. O grupo, entretanto, não apresentou medidas concretas a serem adotadas para este segundo turno.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Audiência debate atendimento em horário estendido em UBS's
Política
Governo federal destina R$ 62 milhões para o turismo em Brumadinho
Política
“O Congresso é o ponto de equilíbrio do país“, diz Simone Tebet
Política
Projeto de lei Anticrime será apresentado na terça-feira
Política
Alcolumbre diz que Bolsonaro volta ao Planalto na próxima segunda
Política
Coronel David defende ações de policiais em confrontos
Brasil
Mandetta pede a ampliação da cobertura vacinal do sarampo
Brasil
Nelsinho Trad propõe audiência pública para discutir telemedicina
Brasil
Bolsonaro define idade mínima para aposentadoria
Brasil
Soraya assume CRA e destaca boa relação com Tereza Cristina

Mais Lidas

Polícia
Desaparecimento de jovem ainda é um mistério para a polícia
Saúde
Câncer de ovário tem sintomas discretos e pode evoluir rapidamente
Geral
PM e PF apreendem contrabando de celulares avaliado em R$ 3 milhões
Geral
Boechat morreu de politraumatismo, aponta laudo do IML