Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Saúde

UPAs atendem com 35 pediatras nesta sexta-feira

No período da tarde, o atendimento pediátrico será apenas na UPA Vila Almeida

21 dezembro 2018 - 08h20Da Redação

Duas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) oferecem atendimento infantil durante a manhã desta sexta-feira (21), segundo a escala médica, divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau). Serão oito médicos pediatras distribuídos entre as UPAs Coronel Antonino e Universitário.

No período da tarde, o atendimento pediátrico será apenas na UPA Vila Almeida com cinco médicos atendendo.

No período noturno, segundo a escala, dos dez centros de saúde da cidade, cinco unidades não terão o atendimento pediátrico. São as unidades Santa Mônica, Aero Racho e Coophavilla II. Para as demais unidades, serão 22 pediatras atendendo.

Já o atendimento para adultos estará disponível em todas as dez unidades durante todo o dia.

Confira a escala das unidades:

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Sem casos confirmados, Aquidauana tem um novo suspeito de coronavirus
Saúde
José Mauro defende prevenção enquanto não houver vacina contra coronavírus
Saúde
Com morte e 86 novas confirmações, MS registra 1.186 casos de coronavírus
Saúde
Barreiras sanitárias abordaram mais de 8 mil pessoas na capital
Saúde
Três UPA's atendem com pediatras nesta manhã de quarta-feira
Saúde
Idosa de 78 anos é a 18ª vítima fatal de coronavírus no MS
Saúde
Capital: Em menos de 4h, barreiras sanitárias abordam 1,5 mil veículos
Saúde
Empresa arrisca e faz vacina contra coronavírus em larga escala
Saúde
MS totaliza 1.100 casos; "temos que atuar convivendo com a doença", diz Riedel
Saúde
Saiba onde 16 pediatras e 44 clínicos atenderão pela manhã

Mais Lidas

Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Economia
Governo quer emprestar US$ 4,01 bilhões de bancos internacionais
Justiça
Ary Raghiant Neto será empossado Vice-Presidente do Conselho de Colégios da OAB do Mercosul
Política
“Não entendo o porquê a Energisa questiona a CPI se não existem irregularidades”, diz Orro