Menu
Busca sábado, 23 de março de 2019
(67) 99647-9098
TJMS março-19
Turismo

Preços baixos estimulam viagem com roteiro repetido

05 setembro 2011 - 08h35Terra

Enquanto alguns turistas resolvem viajar pelo mundo inteiro, conhecendo lugares distantes e pouco visitados por brasileiros, outras pessoas preferem o conforto de terras já conhecidas. Há viajantes que, todos os anos, sentem-se quase na obrigação de visitar um determinado país, seja para fazer compras, passear em parques de diversão ou somente descansar em seu lugar preferido.

Há três anos, a turismóloga Tereza Moreno Brasil e seu marido, Cristiano Carvalho Brasil, viajam, pelo menos uma vez por ano, para Orlando, nos Estados Unidos, para fazer compras. "A gente tem ido pra lá, principalmente, porque conhecemos bem a cidade. Sabemos onde comprar, onde nos hospedar e os melhores restaurantes", esclarece Tereza.

Esta fixação por Orlando pode ser explicada pela facilidade com que encontram tudo o que precisam para sua casa e sua família. "Se fôssemos para outros lugares, mesmo nos Estados Unidos, teríamos que procurar todas as lojas e achar os lugares bons. Como a viagem dura, no máximo, uma semana, vamos para Orlando para aproveitar melhor o tempo", declara.

De acordo com Alessandra Lima, da agência Gold Arrow, visitar o mesmo lugar todos os anos é mais comum do que se pensa. "Aqui, a maioria dos turistas repete um destino, pelo menos uma vez por ano. Os mais comuns são para Miami e Buenos Aires", conta. Os turistas, explica, repetem estes destinos, principalmente, para fazer compras. "A maioria dos clientes vai para compras de enxoval de crianças e até de casamento", relata Alessandra.

Na agência, um pacote para Buenos Aires, com passagens aéreas, traslados, city tour, seguro viagem e três noites de hospedagem com café da manhã, custa a partir de US$ 578 por pessoa. Já para Miami, um pacote de seis noites, com hospedagem, tem valores que iniciam em US$ 1.500 por pessoa. Orlando fica até mais em conta: o pacote com seis noites custa a partir de US$ 1.450 por pessoas. "O preço baixo e a desvalorização do dólar são os grandes atrativos", conclui.

De volta à Disney

Também no período da viagem, normalmente, Tereza costuma reservar um dia para visitar os parques da Disney e da Universal com seu marido. "Fomos a três parques diferentes. É bom para descontrair um pouco", diz a turismóloga.

Visitar a Disney também é comum para o arquiteto Adri Vicente Junior. No total, ele já voou dez vezes para Orlando para se divertir nas atrações dos parques. "Já fui até mais de uma vez no ano. Gosto muito de lá", conta. Na verdade, todo ano, Vicente Junior viaja para Chicago a negócios e aproveita para dar um pulinho nos parques. "Como sou arquiteto, reparo muito na estrutura das atrações. Acho que a Disney tem uma infraestrutura muito bonita, baseada em vários países do mundo", ressalta.

O arquiteto já conhece outros países, como Itália, Suíça, Dinamarca, mas acredita que Orlando é um lugar especial por ser muito alegre. "Gosto de ir para lá porque existe uma grande cultura de povos, gente do mundo inteiro, oportunidade de compras, hospedagem acessível etc.", descreve. Em outubro deste ano, ele deve voltar à cidade pela décima primeira vez.

Planos futuros

Ano que vem, embora os planos sejam fazer uma viagem de turismo à Europa, Tereza confessa que deve tirar ao menos um final de semana para voltar a Orlando. "Compensa muito fazer compras na cidade, especialmente para mim, que tenho filho pequeno", conta.

Na cesta de produtos, Tereza diz incluir tudo. "Compro eletrodomésticos, eletrônicos, roupas, sapatos, cremes, roupas de cama, mesa e banho", lista. Como roupas e sapatos não entram no limite de US$ 500 estipulado pela Receita Federal, Tereza comenta que nunca teve problemas na alfândega. "Para quem gosta de compras, Orlando é um ótimo destino", recomenda.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Turismo
Conheça os melhores lugares para se aventurar em trilhas no MS
Turismo
Praias doces na costa leste de MS são opção de férias
Turismo
Turismo de MS fecha ano com saldo positivo
Turismo
Turismo de MS fecha ano com saldo positivo

Mais Lidas

Oportunidade
JBS tem 30 vagas em Campo Grande
Polícia
Adolescentes desaparecidas são encontradas em SP
Geral
Trabalhadores protestam contra reforma da Previdência
Opinião
Contemporaneidade ou pré-julgamento?