Menu
Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2024
Senar Junho24
Agronegócio

"Agro e Meio Ambiente devem caminhar juntos", diz Riedel no Rio

Fala do governador aconteceu durante a 22ª edição do Fórum Empresarial Lide

29 junho 2023 - 17h44Pedro Molina     atualizado em 23/03/2024 às 18h14

O governador Eduardo Riedel defendeu, nesta quinta-feira (29), durante a 22ª edição do Fórum Empresarial Lide, realizado no Rio de Janeiro, que o agro deve caminhar lado a lado com a discussão ambiental.

Ao lado dos governadores de Goiás, Ronaldo Caiado; Mato Grosso, Mauro Mendes; e do Acre, Gladson Cameli; Riedel destacou o potencial do Estado e colocou em discussão os desafios do agronegócio em escala nacional.

"Três estados na região Centro-Oeste são responsáveis pela metade da safra brasileira, e com potencial de duplicar isso sem derrubar uma árvore sequer. Passamos pela revolução verde, a tecnológica, e está chegando a nova revolução, que é o acesso à internet no campo de forma irrestrita", afirmou o governador.

Riedel ainda destacou a importância dos avanços tecnológicos vistos na área nos últimos anos.

"A Inteligência Artificial, a automação dos processos, são coisas transformadoras dentro das fazendas. As máquinas inteligentes obedecem a todo um sistema complexo pois elas tem acessibilidade. É isso o que dá competitividade, além de toda genética e conhecimento gerado aqui no Brasil ao longo do tempo", destacou.

À plateia, o governador explicou que o meio-ambiente deve andar no mesmo ritmo que o agro, destacando a Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc).

"Não tem como dissociar esse agro moderno e competitivo do meio ambiente. Não podemos e não precisamos atacar essa discussão. Pelo contrário, temos que adotá-la. Para a gente, o meio ambiente é indissociável do agro, tanto que nossa secretaria do Desenvolvimento é a mesma do Meio Ambiente", frisou.

Riedel ainda destacou a importância do carbono neutro no Estado até 2030, e destacou que a produção energética de Mato Grosso do Sul atualmente é 96% renovável.

"Cuiabá teve um aumento de 18%, Campo Grande de 14% e Goiânia de 10%, números acima da média brasileira. O Centro-Oeste cresceu de população por ter adotado ações como as citadas, gerado oportunidade a partir desse modelo de novo agronegócio", finalizou.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Imagem Ilustrativa
Agronegócio
CNA pede rejeição da MP do Equilíbrio Fiscal que 'mata' o agronegócio
MP do Pis/Cofins quebra segurança jurídica e "mata" agronegócio
Economia
MP do Pis/Cofins quebra segurança jurídica e "mata" agronegócio
Chuvas destruíram 500 hectares de vinhedos no RS
Agronegócio
Chuvas geram prejuízo em vinhedos no Rio Grande do Sul
Pé de erva-mate
Agronegócio
Agraer vai comprar de 60 mil mudas de erva-mate para pequenos produtores de MS
Marcelo Bertoni
Agronegócio
Em Brasília, Marcelo Bertoni discursa em nome da CNA
Além dos estabelecimentos, profissionais responsáveis técnicos, classificadores e outros devem se atender ao recadastramento no sistema
Agronegócio
Programa Precoce MS tem novo sistema de cadastramento de estabelecimentos rurais

Mais Lidas

IMAGENS FORTES: mulher morre após ser devorada por rottweilers em casa de prostituição
Polícia
IMAGENS FORTES: mulher morre após ser devorada por rottweilers em casa de prostituição
JD1TV: Jovens morrem ao caírem de 12 metros de altura enquanto esperavam show em boate
Internacional
JD1TV: Jovens morrem ao caírem de 12 metros de altura enquanto esperavam show em boate
À polícia, homem contou que disparo foi acidental, versão que é contestada por amigos da vítima
Polícia
Homem que deu tiro na cabeça de esposa passou em bar antes de voltar para local do crime
Vítima, que era pessoa com deficiência, não tinha família na Capital e era próxima dos vizinhos
Polícia
Marido de mulher baleada na cabeça já havia quebrado perna da vítima