Menu
Busca quarta, 11 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
TJMS Dezembro-19
Brasil

Bolsonaro assina MP que extingue o seguro Dpvat

Medida passa a valer a partir de janeiro de 2020 junto com a extinção do seguro de danos por embarcações

12 novembro 2019 - 09h35Sarah Chaves, com informações da Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro assinou  na segunda-feira (11), a  medida provisória (MP), que extingue o Dpvat, que é o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por veículos automotores de via terrestre. A medida passa a valer a a partir do dia 1º de janeiro de 2020.

De acordo com o governo, a medida tem por objetivo evitar fraudes e amenizar os custos de supervisão e de regulação do seguro por parte do setor público, atendendo a uma recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Pela proposta, os acidentes ocorridos até 31 de dezembro de 2019 continuam cobertos pelo DPVAT. A atual gestora do seguro, a Seguradora Líder, permanecerá até 31 de dezembro de 2025 como responsável pelos procedimentos de cobertura dos sinistros ocorridos até a da de 31 de dezembro deste ano.

“O valor total contabilizado no Consórcio do Dpvat é de cerca de R$ 8,9 bilhões, sendo que o valor estimado para cobrir as obrigações efetivas do Dpvat até 31/12/2025, quanto aos acidentes ocorridos até 31/12/2019, é de aproximadamente R$ 4.2 bilhões”, informou o Ministério da Economia.

De acordo com a pasta, o valor restante, cerca de R$ 4.7 bilhões, será destinado, em um primeiro momento, à Conta Única do Tesouro Nacional, em três parcelas anuais de R$ 1.2 bilhões, em 2020, 2021 e 2022.

“A medida provisória não desampara os cidadãos no caso de acidentes, já que, quanto às despesas médicas, há atendimento gratuito e universal na rede pública, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Para os segurados do INSS também há a cobertura do auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, auxílio-acidente e de pensão por morte”, acrescentou o ministério.

A MP extingue também  o Seguro de Danos Pessoais Causados por Embarcações, ou por sua carga, a pessoas transportadas ou não (DPEM). Segundo o ministério, esse seguro está sem seguradora que o oferte e inoperante desde 2016.

PMCG - Cidade do Natal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
STJ manda soltar Pezão
Brasil
''Forças Armadas garantem a democracia'', diz Bolsonaro
Brasil
Receita exigirá CPF de destinatário em encomendas internacionais
Brasil
Mandetta assume entidade internacional de combate a tuberculose
Brasil
Criança fica presa em penela de pressão por quase uma hora
Brasil
Mercosul eleva limite de isenção para viagens no exterior
Brasil
Mulher presa por ofender taxista negro responderá por quatro crimes
Brasil
Caso Daniel: Edison Brittes entrou com pedido de prisão domiciliar
Brasil
Brasil reconhece mais de 21 mil venezuelanos em condição de refugiados
Brasil
Simone quer aprovar pacote anticrime ainda este ano

Mais Lidas

Geral
Advogado comete suicídio
Cidade
Imagens: Veja como está ficando a Cidade do Natal
Polícia
Vestido de mulher filho tenta fazer prova do Detran no lugar da mãe
Geral
Governo investe R$ 22 mi em construções de pontes por todo o estado