Menu
Busca sexta, 18 de junho de 2021
(67) 99647-9098
FIEMS - julho21
Brasil

Bolsonaro quer manter patrocínio no esporte para deficientes

A política de investimentos pode mudar, priorizando o esporte de base

12 fevereiro 2019 - 09h34Da redação com informações da assessoria

O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta terça-feira (12) o investimento, por meio de patrocínio da Caixa Econômica Federal, em atletas portadores de deficiência.

“A inserção social de deficientes por meio do esporte é mais uma das frentes de investimento do novo Brasil que almejamos”, diz a mensagem.

O vídeo compartilhado junto com a mensagem mostra que o projeto "Caixa Mais Brasil" visitou Rio Branco, no Acre, onde os atletas com deficiência treinam em um Centro de Iniciação ao Esporte financiado pelo banco.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que a instituição pretende mudar a política de investimentos, dando prioridade ao esporte de base e de grupos comunitários, em vez de grandes clubes.

Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Prints do WhatsApp Web não podem ser usados como prova, decide STJ
Brasil
Em viaduto, grupo ora pela prisão de serial killer
Brasil
Caça a 'serial killer do DF', chega ao nono dia com centenas de policiais
Brasil
CPI da Pandemia quebra sigilo de documentos com nomes de empresários
Brasil
Polícia encontra corpo de ex-parceiro de dupla de Cristiano Araújo
Saúde
“Não precisa que professores estejam vacinados”, diz Queiroga sobre aulas presenciais
Brasil
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
Brasil
Aneel prorroga proibição de corte de luz por inadimplência
Brasil
Para não usar máscara contra covid, homem bate em funcionária de padaria
Brasil
Criança morre após ser picada por escorpião

Mais Lidas

Polícia
Tio engravida sobrinha de 13 anos e tia tenta fazer aborto, mas criança nasce
Geral
Ciclista morre ao ser atropelado voltando do serviço
Geral
Agente penitenciário é mais uma vítima da Covid-19 na capital
Polícia
Pastor preso por estupro de adolescentes, já foi detido por violência doméstica