Menu
Busca quarta, 23 de janeiro de 2019
(67) 99647-9098
PMCG Balanço super banner
Brasil

Intervenção federal no Rio entra em nova fase, diz porta-voz

Coronel Roberto Itamar, faz um balanço dos três meses de iníciado a atuação no RJ

16 maio 2018 - 09h58Da redação

Ao completar três meses nesta quarta-feira (16), a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro entrará em nova fase. Se a primeira etapa foi dedicada a realizar diagnósticos e promover mudanças nos comandos das polícias Civil e Militar e na organização das secretarias ligadas ao tema, a partir de agora a população do estado verá mais policiais e viaturas nas ruas. As afirmações são do porta-voz do Gabinete de Intervenção Federal (GIF), coronel Roberto Itamar.

“Após três meses de intervenção, a população vai perceber mais policiamento nas ruas. Basicamente fruto do retorno da RAS [Regime Adicional de Serviço, hora-extra policial], reposicionamento dos efetivos e retorno de policiais que estavam cedidos a outros órgãos. [Os policiais] também terão novas armas, coletes e viaturas”, anunciou Itamar.

O coronel disse que serão mais 1,3 mil homens nas ruas e que novas viaturas vão chegar, além das 265 que foram recém-entregues, totalizando 580 veículos.Itamar adiantou que uma nova comunidade será ocupada pelos militares nos próximos dias, a exemplo do que aconteceu na Vila Kennedy, zona oeste, onde o Exército opera desde 23 de fevereiro, e que agora volta totalmente ao controle do 14º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Bangu.

Segundo ele, os primeiros três meses foram dedicados à realização de diagnósticos da situação, reordenamento da estrutura de segurança, fortalecimento das corregedorias policiais e mudanças no sistema penitenciário, fatores que são fundamentais, mas não imediatamente percebidos pela população.

Roubo de veículos

Questionado sobre a situação na cidade do Rio, onde a população está assustada com frequentes confrontes em morros e comunidades como Rocinha, Cidade de Deus, São Carlos, Jacarezinho e outros, além de assaltos de rua, principalmente em coletivos, Itamar disse que a percepção de segurança tende a melhorar nos próximos meses. Ele citou a redução de 13% no roubo de veículos, de março para abril, como um exemplo da diminuição da violência.

“Devem ser anunciados, muito em breve, a redução de vários índices de criminalidade, que traduzem a própria sensação de segurança da população, incluídos os roubos de rua. Os resultados estatísticos demoram um pouco a aparecer, mas a partir deste mês temos a certeza de uma tendência de redução nos índices”, adiantou Itamar.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
“Tem de odiar o brasileiro”, diz deputado do PSL em vídeo
Brasil
Intimado para depor, participante do Big Brother é expulso da casa
Brasil
Ator Caio Junqueira morre uma semana após sofrer acidente
Brasil
Arábia Saudita descredencia cinco frigoríficos brasileiros
Brasil
“Ministro não deve ter receio de desagradar a opinião pública”, diz Fux
Brasil
Mourão fala em honra no primeiro dia como presidente em exercício
Polícia
Vídeo mostra acidente grave
Brasil
Bolsonaro vai a Davos e Mourão assume a presidência
Brasil
Bolsonaro assina MP para combater fraudes na Previdência
Brasil
Agência publica nova tabela com valores do frete mínimo

Mais Lidas

Polícia
Sem ‘lucro’, homem mantinha garotas de programa em cárcere
Polícia
Brasileiro morre em acidente no Paraguai
Oportunidade
Funtrab abre seleção com salários de até R$ 5,9 mil
Polícia
Homem cai de pá-carregadeira e morre esmagado