Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Brasil

Rose Modesto apresenta projeto que suspende pagamento do FIES

De acordo com o projeto, a suspensão será por quatro meses podendo ser prorrogada

07 abril 2020 - 10h33Mauro Silva, com informações da asseassoria

Com a crise econômica que atingiu o Brasil após a pandemia do covid-19 muito estão com dificuldades em pagar suas contas. Assim a deputada federal, Rose Modesto (PSDB-MS), apresentou nesta segunda-feira (6) um projeto de lei que suspende a cobrança das parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

De acordo com o projeto da parlamentar, a suspensão do pagamento será por quatro meses, que pode ser prorrogada por mais quatro, sem acréscimo de multas, juros e correção monetária.

“As ações como esta vão possibilitar que os estudantes universitários não sejam prejudicados com a interrupção da linha de crédito e que possam concluir seus cursos  levando em conta a crise financeira que, infelizmente, será um dos desdobramentos das medidas restritivas necessárias à contenção da rápida e, na maioria dos casos, silenciosa disseminação do vírus, é necessário que envidemos todos os esforços possíveis na busca de medidas que possam auxiliar os brasileiros na superação desse quadro drástico, mas passageiro”, afirmou Rose.

“A suspensão dos pagamentos de algumas das parcelas dos empréstimos contraídos por meio do FIES se mostra uma medida importante, amenizando os impactos financeiros da crise nos orçamentos familiares”, acrescentou.

Ela enfatiza que a medida “vem na linha de outras já adotadas na atual conjuntura financeira, principalmente por bancos públicos, como as pausas no pagamento de prestações de empréstimos, financiamentos imobiliários etc.”

O projeto suspende a cobrança das parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) por quatro meses, que pode ser prorrogado por mais quatro meses, durante a vigência do estado de calamidade pública por causa da pandemia do coronavírus SARS-CoV-2 (COVID 19). Durante esse período não serão cobrados juros, multas e correção monetária.

Também assinam  o projeto os deputados líderes partidários Marcelo Freixo (PSOL/RJ), Carlos Sampaio (PSDB/SP), Orlando Silva (PCdoB/RJ) e Túlio Gadêlha (PDT/PE).

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Aprovação do Congresso é de 18% e a do Supremo, de 30%, diz Datafolha
Brasil
Último sorteio de maio da Mega Sena pagará R$ 38 milhões
Brasil
Weintraub fica calado em depoimento a PF
Brasil
Gilberto Dimenstein, jornalista e escritor, morre em SP aos 63 anos
Brasil
Witzel exonera chefe da Casa Civil e secretário de Fazenda
Brasil
Yudi perde avó para o coronavírus e lamenta nas redes sociais
Brasil
Aeronáutica confirma 195 casos de coronavírus em escola da FAB
Brasil
Bolsonaro cumprimenta apoiadores em ato em Brasília
O presidente e seus apoiadores estavam separados por uma grade
Brasil
Transporte aéreo de cargas cai mais que a metade durante pandemia
Brasil
AO VIVO – Reunião de Bolsonaro com governadores

Mais Lidas

Justiça
Justiça obriga empresa a pagar r$ 2 mil à aluno que não recebeu aulas do curso
Polícia
Adolescente é flagrado com drogas e armas
Economia
Estados Unidos anuncia a doação de mais US$ 6 milhões ao Brasil
Internacional
Macacos 'assaltam' laboratório e levam exames de sangue com coronavírus