Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Economia

Câmara aprova Refis com 100% de desconto em juros e multas

Arrecadação será direcionada para custeios da saúde durante a pandemia

26 maio 2020 - 12h12Joilson Francelino

Em única discussão os vereadores aprovaram na manhã desta terça-feira (26), uma nova edição do Programa de Pagamento Incentivado (PPI), conhecido como Refis, para quem tem algum débito com a prefeitura de Campo Grande.

Na nova oportunidade, o contribuinte terá 100% de desconto em juros e multas para o pagamento à vista. Já para parcelamento em seis vezes, o desconto chega a 75%. Para dividir em 12 parcelas, o desconto será de 30%.

A medida, conforme consta na proposta, visa amenizar os impactos da crise financeira agravada pela pandemia do coronavírus. Todo o recurso arrecadado será encaminhado para a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), para custear os trabalhos durante a pandemia. De acordo com a proposta, o programa deve começar em 1º de junho e irá até o dia 3 de julho.

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Junho tem o maior volume de vendas do ano, diz Receita Federal
Economia
BNDES disponibiliza R$5 bi para micro, pequenas e médias empresas
Economia
Fiems e Banco do Brasil anunciam linha de crédito emergencial para empresários
Economia
Procon encontra variações de até 897% nos preços de produtos de inverno
Economia
Produção de petróleo em maio caiu devido pandemia
Economia
AO VIVO - Entidades orientam empresário a obter empréstimos de emergência
Economia
Crédito emergencial para empresas será anunciado nesta quarta
Economia
Ações de cobrança são prorrogadas até 31 de julho pela Receita
Economia
Hoje tem pagamento do auxílio emergencial; veja se você recebe
Economia
Após anunciar prorrogação do Auxílio, Bolsonaro fala em harmonia entre Poderes

Mais Lidas

Saúde
Santa Casa está preparada para combater o coronavírus, diz presidente da entidade
Brasil
Bolsonaro está com sintomas de coronavírus
Cidade
Aeroporto terá novo acesso
Brasil
Pandemia gerou economia de R$ 199,6 mi aos cofres públicos