Menu
Busca sábado, 24 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Fiems e Sedesc definem programa de incentivo e desenvolvimento

Prodes visa o fortalecimento da industrialização do município

12 abril 2019 - 15h55Da Redação com Assessoria

O presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems) Sérgio Longen e Herbert Assunção, novo titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia de Campo Grande (Sedesc), definiram durante reunião um novo formato para o Programa para Incentivos ao Desenvolvimento Econômico e Social de Campo Grande (Prodes).

O programa visa o fortalecimento da industrialização do município. Sérgio tratou com Herbert como avançar na busca de segmentos da indústria para a capital.

Os gestores definiram que farão um levantamento dos  segmentos. Depois irão identificar onde as indústrias interessadas poderão se instalar.

"Primeiro precisamos acertar que empresas podem melhor absorver a mão de obra da capital e como o Sistema Fiems, por meio do Sesi, Senai e IEL, poderá contribuir na qualificação desses trabalhadores”, pontuou Longen.

Segundo o gestor, o novo modelo é necessário para mudar o formato de conceder incentivos fiscais e fazer a doação de terrenos. “A soma dos esforços unido à vontade da Prefeitura, do novo secretário e também dos vereadores, alguns, inclusive, já me procuraram nesse sentido, é interessante para Campo Grande.

O presidente da Fiems classifica como positiva a intenção do secretário e destaca como relevante a necessidade de uma discussão com a Câmara de Vereadores.

“Acredito que, aliando a parte técnica, no início do 2º semestre já poderemos definir um projeto para ser entregue ao prefeito Marquinhos Trad para que ele possa dar o encaminhamento necessário”, explicou.

Já o secretário reforça que a prioridade está na reestruturação de um Prodes de legislação mais moderna e desburocratizada.

 “O grande objetivo desse programa é desenvolver a indústria de Campo Grande e essa reunião com o presidente da Fiems foi fundamental para ouvir as demandas e sugestões do setor empresarial e, a partir de agora, começaremos na elaboração desse novo modelo”, finalizou Hebert.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Acima de R$ 4,12, dólar fecha no maior valor em quase um ano
Economia
Julho registra abertura de 43,8 mil postos de trabalho
Economia
Ministério da Economia corta despesas para garantir serviços essenciais
Economia
Bolsonaro diz que vai ouvir Guedes sobre novo imposto
Economia
Aumento na conta de luz pressiona inflação para os mais pobres
Economia
Financiamento imobiliário com taxas diferenciadas é anunciado pelo BB
Economia
Índice de confiança do empresário tem alta pelo 3º mês seguido
Economia
Fiems apresenta aos militares do exército potencial econômico de MS
Economia
Coaf muda para o Banco Central
Economia
Abertura de empresas tem melhor resultado desde 2013 em MS

Mais Lidas

Geral
Confira a lista de sorteados cadastrados na EMHA
Polícia
Rapaz é contratado por aplicativo para fazer corrida e desaparece
Geral
Vereador e filho são encontrados mortos a tiros dentro de casa
Oportunidade
Processo Seletivo do Senar/MS tem salários que chegam a R$ 6,5 mil