Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Economia

Procon pesquisa combustível em postos de Campo Grande; maior variação é no Etanol

26 março 2013 - 10h24Edemir Rodrigues

O Etanol foi o combustível que apresentou o maior índice de variação de preços nos postos da capital segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (25) pelo Procon. A diferença chegou a 18,24% e o produto é comercializado a preços que variam de R$ 2,029 a R$ 2,399.

O Diesel apresentou variação de 14,04% e está sendo vendido nos postos da capital com preços que variam de R$ 2,279 a R$ 2,599. A gasolina aditivada mostrou diferença de 4,13% e os preços são de R$ 2,929 a mais em conta e de R$ 3,050 a mais cara. A gasolina comum, item mais procurado nos postos de combustível está sendo vendida a R$ 2,929 a mais barata e a R$ 2,998 a mais cara. Uma variação de R$ 2,36% no preço da gasolina comum.

O superintendente do Procon, Alexandre Rezende, ressalta que o consumidor deve ficar atento à qualidade do produto, que este fator é mais importante do que achar o preço mais em conta e gerar economia na hora de abastecer. “É recomendável que o consumidor abasteça sempre no mesmo posto e de sua confiança. Este procedimento é mais seguro se o veículo apresentar algum eventual problema decorrente do combustível utilizado. Desta forma o Procon pode imputar responsabilidade a este fornecedor pelo dano causado ao consumidor”, enfatiza Alexandre.

O órgão de defesa do consumidor analisou também o abastecimento do carro bi combustível ou flex. “Se levarmos em consideração o preço médio da gasolina comum e o preço médio do etanol podemos  afirmar que em Campo Grande compensa utilizar a gasolina como combustível. Tendo em vista que o valor médio do etanol ultrapassa 70% do valor da gasolina”, explicou Alexandre.

Segundo a pesquisa essa diferença é de 72%. “Com essa diferença observada na coleta dos dados não compensa usar o etanol. Vale a pena ressaltar que todos os postos devem de maneira clara e aparente, para fácil visualização do consumidor, apresentar a informação do percentual da comparação de preços entre a gasolina e o etanol”, ponderou o superintendente.

O Procon ressalta ainda que os postos de combustível devem divulgar, em locais de fácil visualização, através de placas, os preços praticados no estabelecimento, obedecendo os parâmetros da ANP – Agencia Nacional do Petróleo. A pesquisa foi realizada no dia 12 de março de 2013, em 37 postos de combustível de diversas regiões de Campo Grande.

Clique aqui e veja a pesquisa.

Via Notícias MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Nascidos em julho recebem auxílio hoje e poderão sacar em outubro
Economia
Brasil e Paraguai assinam acordo para reabrir a fronteira
Economia
Pagamentos do Ciclo 1 do auxílio emergencial estão concluídos
Economia
Sidrolândia ganha unidade produtora de leitões que vai gerar 100 empregos
Economia
Caixa paga auxílio para 3,9 mi de beneficiários hoje; veja quem recebe
Economia
Comércio na fronteira terá liberação "meia boca"
Economia
Caixa paga abono salarial nesta segunda; veja quem recebe
Economia
FGTS: Caixa deposita hoje para trabalhadores nascidos em novembro
Economia
Economista aponta três fatores para aumento no preço dos alimentos
Economia
Veja quem recebe o auxílio emergencial nesta sexta

Mais Lidas

Justiça
Candidatos à eleição podem tirar certidões on-line pelo TJMS
Geral
Confira a agenda de lives para esta sexta-feira
Geral
CRMV-MS traz veterinários que atuaram em Brumadinho para ajudar no combate ao incêndio do pantanal
Cidade
Após 20 anos vivendo na irregularidade, 215 famílias de Bodoquena receberão título de propriedade