Menu
Busca quinta, 05 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
Educação

Azambuja ajudará a divulgar programa Jovem Aprendiz

Governador analizará a possibilidade de realizar campanha para divulgar a legislação que ajuda o jovem

07 junho 2019 - 10h55Priscilla Porangaba, com informações da assessoria

O govenador Reinaldo Azambuja recebeu a ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Kátia Magalhães Arruda, e assumiu compromisso de ajudar a divulgar a Lei Nacional de Incentivo à Aprendizagem. O encontro aconteceu nessa quinta-feira (7).

O programa Jovem Aprendiz determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários, cujas funções demandem formação profissional.

O governador disse que o tema livra o jovem de se expor em riscos sociais e que uma equipe irá conversar com representantes de entidades representativas da iniciativa privada para tratar da possibilidade de fazer uma campanha para divulgar a legislação.

Também será realizado uma audiência pública na Assembleia Legislativa sobre o tema.

Jovem Aprendiz

Aprendiz é o jovem, entre 14 e 24 anos que cursa o ensino fundamental ou ensino médio e trabalha, recebendo ao mesmo tempo, formação na profissão para qual está se capacitando. É estar matriculado e frequentando instituição de ensino técnico profissional conveniada com a empresa.

A idade máxima prevista não se aplica a aprendizes com deficiência. A comprovação da escolaridade de aprendiz com deficiência mental deve considerar as habilidades e competências relacionadas com a profissionalização.

Carga horária e contrato

A jornada de trabalho não deve ser superior a seis horas diárias, admitindo-se a de oito horas para os aprendizes que já tiveram completado o ensino fundamental, se nessa jornada forem pontuadas as horas destinadas à aprendizagem teórica.

O contrato de aprendizagem é um contrato de trabalho especial, com duração máxima de dois anos e anotação na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), salário mínimo/hora e todos os direitos trabalhistas e previdenciários garantidos.

O aprendiz contratado tem direito a 13º salário e a todos os benefícios concedidos aos demais empregados. Suas férias devem coincidir com o período de férias escolares, sendo vedado o parcelamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Consulta aos locais de reaplicação do Enem já está disponível
Educação
Inscrições para Sisu começam dia 21 de janeiro
Educação
Pré-matrículas para novos alunos em escolas municipais inicia hoje
Educação
Decreto que institui Programa Ciência na Escola é publicado
Educação
Alunos brasileiros têm nota máxima em avaliação do Pisa
Educação
Na Câmara, secretária de Educação justifica fechamento de escolas
Educação
Prazo para renovar Fies termina neste sábado
Educação
Termina amanhã prazo para renovação do Fies
Educação
MEC vai liberar R$ 125 mi em recursos para universidades federais
Educação
Lei publicada nesta sexta, libera R$1,3 bi para a educação

Mais Lidas

Polícia
Baiano Zé de Lessa, líder da facção BDM, é morto pela polícia de MS
Polícia
Duas mulheres e uma adolescente são mortas a tiros
Polícia
Mulher é espancada ao cobrar dívida de funcionária de salão de beleza
Geral
Pague Menos faz promoção enganosa e é pega pelo Procon-MS