Menu
Busca quarta, 22 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Educação

Inscrições para o Vale Universidade começam nesta segunda

Acadêmicos que necessitam poderão participar do processo seletivo

08 abril 2019 - 08h08Da redação com assessoria

A partir desta segunda-feira (8) o acadêmico já matriculado em Instituição de Ensino Superior (IES), conveniada ao Vale Universidade, pode realizar sua inscrição no Processo Seletivo 2019.  Para participar o estudante deve comprovar renda individual igual ou inferior a R$ 1.448,00 e ser inscrito no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico), este deve estar atualizado.

De acordo com o Governo do Eestado as exigências são para obter mais transparência no processo.  “A exigência do comprovante de inscrição no CadÚnico fará com que cada vez mais o benefício seja concedido a quem dele necessita. O Vale Universidade é uma oportunidade de crescimento tanto para quem dele participa quanto para o nosso estado”, pontuou o secretário-adjunto da Sedhast, Adriano Chadid.

Desde 2015 o Governo do Estado já investiu mais de R$ 48 milhões no Programa Vale Universidade oportunizando a permanência do acadêmico na universidade e a conclusão do ensino superior. O programa atende, em média, mais de 1,5 mil alunos.

As inscrições no Programa Vale Universidade (PVU) serão realizadas por meio do site da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) –  www.sedhast.ms.gov.br, e o edital completo pode ser conferido aqui.

Processo Seletivo 2019

Poderá se inscrever no Vale Universidade o acadêmico que comprove renda individual igual ou inferior a R$ 1.448,00 e renda familiar mensal não superior a R$ 2.896,00.

O edital traz ainda que é assegurado à administração pública o direito de verificar as informações prestadas pelo interessado por meio de visitas à residência, ao local de trabalho ou à instituição de ensino superior onde o candidato e beneficiário estiver matriculado.

Para o acadêmico da universidade privada, 70% do valor da mensalidade serão repassados pelo Governo do Estado diretamente para a IES, e 20% do valor da mensalidade serão deduzidos pela instituição de ensino superior privada conveniada ao Vale Universidade, totalizando 90%.

No caso do acadêmico da universidade pública, o valor do benefício social será equivalente à média do valor do benefício, depositado pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, diretamente, na conta bancária do acadêmico beneficiário.

Estágio

O acadêmico habilitado deverá ainda realizar estágio com carga horária de 20 horas semanais, cumpridas em jornadas de quatro horas diárias no período matutino ou vespertino, compatíveis com o horário escolar, nas instituições indicadas pela Sedhast.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Quase um milhão de brasileiros já se inscreveram no Sisu
Educação
O “Matrícula On-line” entrou em funcionamento nesta terça-feira
Educação
Erros na correção do Enem foram revistos, diz Inep
Educação
Unidades escolares já estão recebendo os alimentos para merenda
Educação
Reinaldo nomeia 73 professores aprovados no concurso da SED
Educação
Estudantes podem se increver no Sisu a partir de terça-feira
Educação
Inep encontra erro na correção do Enem
Educação
Inep divulga notas do Enem nesta sexta-feira
Educação
Professores da Funesp passam por semana de capacitação na UFMS
Educação
Enem libera notas nesta sexta-feira

Mais Lidas

Polícia
Motociclista fica gravemente ferido após acidente
Internacional
China confirma 17 mortes pelo coronavírus
Polícia
Pesca durante piracema faz pescadores levarem multa de R$ 5 mil
Polícia
Homem é assassinado com facada no pescoço