Menu
Busca quinta, 13 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Educação

Inscrições para o Vale Universidade começam nesta segunda

Acadêmicos que necessitam poderão participar do processo seletivo

08 abril 2019 - 08h08Da redação com assessoria

A partir desta segunda-feira (8) o acadêmico já matriculado em Instituição de Ensino Superior (IES), conveniada ao Vale Universidade, pode realizar sua inscrição no Processo Seletivo 2019.  Para participar o estudante deve comprovar renda individual igual ou inferior a R$ 1.448,00 e ser inscrito no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico), este deve estar atualizado.

De acordo com o Governo do Eestado as exigências são para obter mais transparência no processo.  “A exigência do comprovante de inscrição no CadÚnico fará com que cada vez mais o benefício seja concedido a quem dele necessita. O Vale Universidade é uma oportunidade de crescimento tanto para quem dele participa quanto para o nosso estado”, pontuou o secretário-adjunto da Sedhast, Adriano Chadid.

Desde 2015 o Governo do Estado já investiu mais de R$ 48 milhões no Programa Vale Universidade oportunizando a permanência do acadêmico na universidade e a conclusão do ensino superior. O programa atende, em média, mais de 1,5 mil alunos.

As inscrições no Programa Vale Universidade (PVU) serão realizadas por meio do site da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) –  www.sedhast.ms.gov.br, e o edital completo pode ser conferido aqui.

Processo Seletivo 2019

Poderá se inscrever no Vale Universidade o acadêmico que comprove renda individual igual ou inferior a R$ 1.448,00 e renda familiar mensal não superior a R$ 2.896,00.

O edital traz ainda que é assegurado à administração pública o direito de verificar as informações prestadas pelo interessado por meio de visitas à residência, ao local de trabalho ou à instituição de ensino superior onde o candidato e beneficiário estiver matriculado.

Para o acadêmico da universidade privada, 70% do valor da mensalidade serão repassados pelo Governo do Estado diretamente para a IES, e 20% do valor da mensalidade serão deduzidos pela instituição de ensino superior privada conveniada ao Vale Universidade, totalizando 90%.

No caso do acadêmico da universidade pública, o valor do benefício social será equivalente à média do valor do benefício, depositado pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, diretamente, na conta bancária do acadêmico beneficiário.

Estágio

O acadêmico habilitado deverá ainda realizar estágio com carga horária de 20 horas semanais, cumpridas em jornadas de quatro horas diárias no período matutino ou vespertino, compatíveis com o horário escolar, nas instituições indicadas pela Sedhast.

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Semed cria aplicativo para alunos da Reme
Educação
Semed cria aplicativo para alunos das escolas municipais
Educação
MS cria comitê para discutir volta às aulas presenciais
Educação
MEC autoriza aulas a distância em escolas técnicas federais de ensino
Educação
“Blitz Covid-19” está no Jardim Noroeste orientando a população
Educação
Resultado da 2ª chamada do Prouni está disponível
Educação
MEC divulga resultado dos candidatos pré-selecionados Fies
Educação
Resultado do Fies sairá nesta terça-feira
Educação
Portador de diploma tem até hoje para se inscrever em processo da UEMS
Educação
Uso da máscara será obrigatório durante toda a prova no Enem 2020

Mais Lidas

Polícia
Negociação com homem que tenta suicídio, dura mais de 11 horas
Polícia
AO VIVO - Homem tenta se matar no Cophavilla
Geral
Bolsonaro corta 60% da verba destinada à Rede Globo
Polícia
Agora: Homem faz família de refém e fala em suicídio