Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Esportes

CBF processa em R$ 50 mi patrocinador da Copa por usar seleção

23 dezembro 2013 - 10h38Via Blog do Rodrigo Mattos do Uol
A CBF processa judicialmente a Marfrig, ex-parceira da entidade e patrocinadora da Copa, por não pagamento de parcelas, rompimento de contrato e uso indevido da marca da seleção brasileira. O valor cobrado na ação atinge a ordem de R$ 50 milhões, segundo a confederação.

No meio do ano, a CBF tinha acordo com a empresa que expunha a marca Seara como um dos patrocinadores da seleção até o meio do ano. A mesma marca era exibida como um dos parceiros principais da Copa-2014, em outro contrato com a Fifa. Só que a Marfrig passou a enfrentar problemas financeiros, tanto que, posteriormente, teve de vender Seara.

Segundo a CBF, neste cenário, a empresa deixou de pagar parcelas do patrocínio, o que levou ao rompimento de contrato no meio do ano. Em seguida, a confederação fechou com a Sadia, concorrente da área de alimentos.

“Cobramos o pagamento de parcelas e a multa contratual. Só disso a ordem é de R$ 50 milhões. Além disso, ainda vamos cobrar indenização por uso indevido da seleção porque eles continuaram a usar a associação após o rompimento''; explicou o diretor jurídico da CBF, Carlos Eugênio Lopes, ao blog. Ele não sabia de cabeça o valor preciso do processo, que corre na 48ª Vara Cível do Rio de Janeiro desde setembro de 2013.

“A empresa confirma que foi citada pela CBF, dada divergências comercias entre as partes. O departamento jurídico da empresa está analisando a ação, devendo se manifestar oportunamente no foro adequado'', respondeu a assessoria de imprensa da Marfrig.

Só em 2012 a CBF registrou ter recebido R$ 18 milhões da Marfrig, sendo que o valor anual previsto era de US$ 8 milhões. Mas, no final do ano passado, já era apontada uma dívida de R$ 9 milhões na empresa.

Apesar da ação, a empresa continua como uma das patrocinadores top da Copa do Mundo, pacote pelo qual pagou cerca de R$ 200 milhões. Houve uma troca, no entanto, da marca Seara pela Moy Park, que produz frangos na Irlanda do Norte, como a exibida no Mundial. É mais uma briga da CBF com patrocinador da Copa, como já ocorreu com a Coca-Cola em diversas ocasiões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Covid-19: com seis infectados, Flamengo encara Barcelona-EQU nesta terça
Esportes
Com uma novidade de Tite em convocação para início das Eliminatórias
Esportes
Em emendas parlamentares, esporte de MS recebe R$ 1,64 milhão
Esportes
Vídeo: Corinthians é recebido com protesto pela torcida no aeroporto
Esportes
Vídeo - Neymar é expulso por dar tapa em jogador que o chamou de "macaco"
Esportes
Projeto Amigos do Parque volta neste final de semana
Esportes
Moreninha lll ganhará pista de skate e quadra de areia
Esportes
Messi se reapresenta ao Barcelona após tentativa frustrada de saída
Esportes
São Paulo e Fluminense se enfrentam pelo Brasileirão neste domingo
Esportes
Brasileirão deste sábado tem Flamengo, Corinthians e Santos

Mais Lidas

Geral
Rudel do Detran, diz que novas regras de trânsito "reduzem burocracia"
Saúde
Santa Casa recorre ao CRM contra colapso
Política
Câmara instala hoje comissão para mudar Lei da Lavagem de Dinheiro
Saúde
"Quase mil exames realizados, mais de 30% deram positivo" alerta secretário