Menu
Busca sexta, 22 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Chuva faz sete cidades decretar situação de emergência

30 setembro 2010 - 11h28
As fortes chuvas que caíram no Estado nos últimos dias causaram estragos em pelo menos 10 municípios além da Capital. Chuva de granizo, vendaval e alagamentos deixaram sete cidades em situação de emergência e outras duas ainda podem entrar com o pedido até amanhã. O caso mais grave foi em Três Lagoas, onde oficialmente segundo a Defesa Civil houve uma vítima fatal. Uma mulher de 58 anos dormia no momento em que foi atingida por uma viga da casa onde morava. Os ventos chegaram a atingir 115 km/h, cerca de 500 árvores foram derrubadas com a força do vendaval e algumas saíram com a raiz. A informação é que há 80 famílias desabrigadas e a cidade já decretou situação de emergência, inclusive os processos já foram enviados para Brasília. De acordo com a Defesa, Dourados também já decretou a situação de emergência. No último domingo (26) choveu granizo e um forte vendaval deixou casas destelhadas e famílias desabrigadas. Na região de fronteira, a cidade de Ponta Porã também enfrentou vendaval e amanhã será decretada a situação de emergência. De acordo com a Defesa Civil a cidade está em estado de alerta e a informação é que houve um morte, mas ela não está relacionada com o vendaval. Navirai, também sofreu com a chuva de granizo e os municípios de Batayporã, Bataguassu e Selvíria decretam amanhã situação de emergência. Em Bataguassu, parte da cidade está isolada devido a uma erosão linear que deixou algumas estradas vicinais intransitáveis. As cidades de Anaurilândia e Santa Rita do Pardo já entraram em contato com a Defesa Civil, porém segundo as informações da Defesa, ainda não enviaram documentação para solicitar a situação de emergência. Em Corumbá, apesar dos ventos de até 107 km/h e várias famílias desabrigadas técnicos do Município estão entregando lonas aos desabrigados e não há previsão de solicitar estado de emergência, pois segundo a Defesa Civil, Corumbá tem como desenvolver as ações necessárias sem necessidade de intervenção da Defesa Civil estadual. Fonte: Midia Max
Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Marquinhos diz que “em breve” anuncia data do 13º
Geral
Energisa desmente fake news e garante energia na final da Libertadores
Geral
Empresa que reformará três terminais da capital foi definida
Geral
Raiva bovina é identificada no MS após 14 anos
Geral
Chiquinho e Pablo de Barros disputam diretoria do Sindifiscal-MS neste sábado
Geral
Projeto de lei sugere 100 SMS grátis para clientes de telefonia celular
Geral
Aeroporto da capital opera sem atrasos e cancelamentos nesta manhã
Geral
Saque de FGTS para nascidos em junho e julho começa nesta sexta-feira
Geral
Servidores municipais terão folga nos dias 24 e 31 de dezembro
Geral
Funcionária temporária não terá direito à estabilidade se engravidar, diz TST

Mais Lidas

Internacional
FIM DO MISTÉRIO – Gugu está vivo
Internacional
GUGU: Famosos lamentam morte, mas não há comunicado oficial
Polícia
Filho mata o pai que chegou bêbado em casa
Polícia
Mãe que segurava filha para ser estuprada pelo padrasto é presa