Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
Governo Futebol
Geral

Chuva faz sete cidades decretar situação de emergência

30 setembro 2010 - 11h28
As fortes chuvas que caíram no Estado nos últimos dias causaram estragos em pelo menos 10 municípios além da Capital. Chuva de granizo, vendaval e alagamentos deixaram sete cidades em situação de emergência e outras duas ainda podem entrar com o pedido até amanhã. O caso mais grave foi em Três Lagoas, onde oficialmente segundo a Defesa Civil houve uma vítima fatal. Uma mulher de 58 anos dormia no momento em que foi atingida por uma viga da casa onde morava. Os ventos chegaram a atingir 115 km/h, cerca de 500 árvores foram derrubadas com a força do vendaval e algumas saíram com a raiz. A informação é que há 80 famílias desabrigadas e a cidade já decretou situação de emergência, inclusive os processos já foram enviados para Brasília. De acordo com a Defesa, Dourados também já decretou a situação de emergência. No último domingo (26) choveu granizo e um forte vendaval deixou casas destelhadas e famílias desabrigadas. Na região de fronteira, a cidade de Ponta Porã também enfrentou vendaval e amanhã será decretada a situação de emergência. De acordo com a Defesa Civil a cidade está em estado de alerta e a informação é que houve um morte, mas ela não está relacionada com o vendaval. Navirai, também sofreu com a chuva de granizo e os municípios de Batayporã, Bataguassu e Selvíria decretam amanhã situação de emergência. Em Bataguassu, parte da cidade está isolada devido a uma erosão linear que deixou algumas estradas vicinais intransitáveis. As cidades de Anaurilândia e Santa Rita do Pardo já entraram em contato com a Defesa Civil, porém segundo as informações da Defesa, ainda não enviaram documentação para solicitar a situação de emergência. Em Corumbá, apesar dos ventos de até 107 km/h e várias famílias desabrigadas técnicos do Município estão entregando lonas aos desabrigados e não há previsão de solicitar estado de emergência, pois segundo a Defesa Civil, Corumbá tem como desenvolver as ações necessárias sem necessidade de intervenção da Defesa Civil estadual. Fonte: Midia Max
senar janeiro21

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Com placas da capital, Civic se parte ao meio e motorista morre na MS-134
Geral
Governo vai investir R$ 4,86 milhões para construir ponte de 91 metros
Geral
Record rescinde contrato com Marcos Mion
Geral
Ciclista é atropelado por caminhão e fica em estado grave
Geral
Descontos do Refis da Pandemia são prorrogados até o dia 26 de fevereiro
Geral
Deficiente auditivo, com esquizofrenia, some e preocupa a família na Nova Campo Grande
Geral
200 veículos estarão disponíveis em leilão do Detran
Geral
Vídeo: caminhão tomba, pega fogo e bombeiro é atropelado
Geral
AO VIVO: Paulo Corrêa assume o governo
Geral
CPI que investiga irregularidades da Energisa deve retornar em fevereiro

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio