Menu
Busca quarta, 15 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Geral

Com músicos infectados, Zezé e Luciano estão “livres” do coronavírus

Assessora informou que um dos profissionais diagnosticado com coronavírus está internado

27 maio 2020 - 08h11Priscilla Porangaba, com informações da assessoria

Os cantores Zezé di Camargo e Luciano testaram negativo após um baixista que trabalha com eles e um técnico de som contraírem coronavírus, segundo divulgado pela assessoria de imprensa da dupla, nessa terça-feira (26).

Conforme informações do G1, por mensagem, a assessoria explicou que “o músico está com evolução boa. Ele deve receber alta, com fé em Deus, em breve. O outro é um técnico de som que nem precisou ser internado. Todos estão bem”.

Os dois membros da equipe participaram da live que Zezé di Camargo e Luciano fizeram no dia 10 de maio. Porém, a assessoria informou que o músico e o técnico de som só testaram positivo cerca de dez dias depois.

Ainda segundo a assessoria, Zezé e Luciano fizeram os testes apenas por questão de segurança e que estão bem, sem nenhum sintoma.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Prefeitura multa Consórcio Guaicurus em R$ 12 milhões
Geral
Carnaval no Rio pode acontecer só em junho
Geral
Governo amplia prazo de redução de jornada e suspensões de contratos
Geral
Orro quer proibir atos públicos para evitar aglomerações
Geral
Aos 27 anos, Adalberto perde a luta contra o coronavírus
Geral
Saque de auxílio emergencial é liberado para beneficiários do 3º lote
Geral
Mãe pede leite, remédio ou dinheiro para salvar bebê com anomalia
Geral
Funsat encaminha mulheres vítimas de violência ao mercado de trabalho
Geral
Licenciamento de veículos pode ser emitido online
Geral
Blogueira de MS afirma estar com Covid-19 e faz “recebidos” de vitaminas

Mais Lidas

Polícia
“Encontraram o monstro”, diz primo de Carla sobre assassino
Polícia
Ex-patroa é denunciada por abandono de incapaz que resultou em morte
Saúde
MP solicita inspeção em frigoríficos no interior
Polícia
Comerciante foi morta porque reconheceu voz de ex-funcionário, diz investigação