Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Geral

Já são 76 radares multando nas ruas da capital

As multas para quem infrigir as leis de trânsito variam entre R$ 130 a R$ 880

28 setembro 2019 - 13h14Da Redação

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) tem feito um trabalho maciço nas instalações de radares em Campo Grande. E de dezembro de 2018 até ofim deste mês foram instalados 76 redutores de velocidade em toda a capital, que já operam de forma efetiva.

Na última semana de setembro dois aparelhos saíram do período educativo e começaram a multar os condutores que abusam da velocidade ou que avançam o sinal vermelho. Dos radares que começaram a multar na última sexta-feira (27), quatro estão instalados no cruzamento das avenidas Afonso Pena com a Ernesto Geisel e dois na avenida Tamandaré, na altura da rua Netuno.

Já no início deste mês, na quinta-feira (3), em três pontos da cidade os radares sairão do teste e já multarão de forma efetiva. Os locais são: av. Heraclito J. D. de Figueiredo com r. Veridiana (centro-bairro) 50 km; av. Heraclito J. D. de Figueiredo com r. Veridiana (bairro-centro) 50 km/h; av. Gunter Hans, 3.510 (centro-bairro) 50 km/h. 

Com os novos aparelhos, Campo Grande agora conta com 74 aparelhos em operação efetiva, ou seja, multando.

Valores das multas aplicadas

De acordo com a resolução 396/2011, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), os valores das multas por ultrapassar o limite de velocidade são os seguintes: a infração é classificada como média quando a velocidade considerada for superior à máxima permitida para a via em até 20%. Nesse caso, o valor da multa é de R$ 130,16 mais 4 pontos na carteira.

A infração é grave quando a velocidade considerada for superior à máxima em mais de 20%, mas sem ultrapassar 50%. A multa é de R$ 195,23 mais 5 pontos.

A infração é gravíssima quando a velocidade considerada for superior à máxima permitida em mais de 50%. Para esses casos, a multa é de R$ 880,41 mais 7 pontos.

Ainda de acordo com o Contran, o condutor que comete uma infração gravíssima corre o risco de ter a suspensão imediata do direito de dirigir. A suspensão acontece independentemente se o motorista tem ou não mais pontos em seu prontuário.

No caso de uma conversão em local proibido flagrada pelos radares, a ação do motorista é considerada grave e, como já citado anteriormente, o valor pode chegar a R$ 195,23 mais 5 pontos na carteira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Sorteio da Nota MS Premiada ocorre neste sábado
Geral
Igreja Universal poderá ter data comemorativa em MS
Geral
Universidades poderão produzir equipamentos de combate ao coronavírus
Geral
Dólar sobe com escalada de tensões entre China e Estados Unidos
Geral
Estado paga servidores no dia 4 e capital dia 5
Geral
Turma da Mônica lança máscaras com personagens e faz doações a cada venda
Geral
Caixa paga parcela dos novos aprovados no auxílio emergencial nesta sexta
Geral
Vídeo - Atriz da Globo é acusada de roubo em farmácia e desabafa no Instagram
Geral
Agências da Caixa abrirão no sábado para saques do auxílio
Geral
Carrefour é autuado por vender mais de 50 produtos vencidos

Mais Lidas

Justiça
Justiça obriga empresa a pagar r$ 2 mil à aluno que não recebeu aulas do curso
Polícia
Adolescente é flagrado com drogas e armas
Economia
Estados Unidos anuncia a doação de mais US$ 6 milhões ao Brasil
Internacional
Macacos 'assaltam' laboratório e levam exames de sangue com coronavírus