Menu
Busca quarta, 11 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
TJMS Dezembro-19
Geral

Projeto de instituto busca acolher refugiados por meio da Língua Portuguesa

Estudo pretende contribuir para a integração social de migrantes em Corumbá

05 dezembro 2018 - 13h57Da redação com assessoria

A situação dos refugiados no município de Corumbá é tema de um projeto de pesquisa desenvolvido pelo campus do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). O estudo prevê o levantamento estatístico dos migrantes, a partir da quantificação e identificação de acordo com sexo, idade, origem e proteção almejada, e a oferta de um curso de Língua Portuguesa.

A coordenadora da pesquisa e professora de Língua Portuguesa, Renilce Barbosa, explica que o objetivo é contribuir para a integração social de refugiados em Corumbá, por meio do estudo da relação entre sujeito, história e língua, fomentando a ampliando as políticas públicas de ensino da Língua Portuguesa como mecanismo de acolhimento.

Também está prevista a realização de um curso de Língua Portuguesa ao público-alvo do projeto. "Esse curso será ministrado nas instalações do IFMS em Corumbá, numa relação colaborativa entre professores e alunos da instituição com o intuito de oportunizar o protagonismo juvenil", explicou o professor José Augusto.

Reconhecimento

O projeto de pesquisa intitulado “Em questão: língua de acolhimento – Português para refugiados no contexto corumbaense”, foi premiado na edição 2018 da Feira de Ciência e Tecnologia do Pantanal (Fecipan), realizada no mês de outubro, em Corumbá.

No evento, a pesquisa recebeu três prêmios: melhor banner, melhor relatório e melhor projeto do ensino médio 2018. O trabalho também foi credenciado para participar da edição 2019 da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), promovida pela Universidade de São Paulo (USP), que ocorrerá no mês de março na capital paulista.

Além da participação na Fecipan, um minicurso sobre o tema foi ministrado na Semana de Ciência e Tecnologia do IFMS. “Por meio de dinâmicas e palestras, procuramos mostrar aos participantes como é ser um refugiado no Brasil e as dificuldades que enfrentam no dia a dia”, comentou a estudante bolsista.

PMCG - Cidade do Natal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Mega-Sena pode sortear prêmio de R$ 25 milhões nesta quarta
Geral
Plano Estadual de Combate ao Feminicídio é instituído no MS
Geral
Motoristas de aplicativo deverão adesivar carro e ter formação de 28h
Geral
Em 2020, ônibus devem ter número para reclamação e "Como estou dirigindo?"
Geral
Lei prevê obrigatoriedade de treinamento de evacuação em incêndio
Geral
Primeiros colocados entre médicos reumatologistas são convocados
Geral
EMHA agora é Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários
Geral
Contribuintes que pagarem o IPVA à vista terão até 15% de desconto
Geral
Chuva não interfere e aeroporto opera sem cancelamentos e atrasos nesta manhã
Geral
Congresso aprova Plano Plurianual para 2020-2023

Mais Lidas

Polícia
Homem queria "Natal diferenciado" e faz árvore de Natal de maconha
Geral
Mega-Sena pode sortear prêmio de R$ 25 milhões nesta quarta
Geral
Plano Estadual de Combate ao Feminicídio é instituído no MS
Geral
Motoristas de aplicativo deverão adesivar carro e ter formação de 28h