Menu
Busca quarta, 28 de setembro de 2022
(67) 99647-9098
SENAI - matriculas setembro 22
Geral

Sequestrador de Cleveland se matou na prisão, dizem autoridades

04 setembro 2013 - 10h51Via G1
O homem de Cleveland condenado à prisão perpétua pelo sequestro, pelo estupro e pela tortura de três mulheres por mais de 10 anos foi encontrado morto em sua cela na prisão ao sul de Ohio, nos Estados Unidos, nesta terça-feira (03), informou a porta-voz do Departamento Estadual de Reabilitação e Correção, JoEllen Smith.

Ele cometeu suicídio por enforcamento, segundo ela, que não especificou que material foi usado.

Os médicos legistas ainda devem examinar o corpo, informou a porta-voz, acrescentando que mais detalhes serão divulgados.

Ariel Castro, um ex-motorista de ônibus escolar de 53 anos, estava isolado dos demais detentos no presídio de Ohio.

Segundo funcionários da prisão, uma ronda encontrou o sequestrador enforcado por volta das 21h30 (horário local).

Castro foi transferido para um hospital da região e declarado morto cerca de 90 minutos mais tarde, segundo a porta-voz.

De acordo com um porta-voz da instituição à época da prisão, Castro ficava em uma cela 23 horas por dia, com uma hora de recreação, embora também isolado dos demais.

Ariel Castro foi condenado à prisão perpétua, sem direito a liberdade condicional, no dia 1º de agosto.

Ele foi condenado pelos crimes de sequestro das três mulheres, estupro e também por homicídio agravado - por ter forçado uma delas a abortar.

Antes de a sentença ser anunciada, Castro disse não ser o monstro que a promotoria o acusou de ser, afirmou ser um homem doente e disse não ter desculpas para seu comportamento, que classificou como “errado”.

Ele se declarou culpado para evitar a pena de morte.

O chocante caso veio à tona depois que Amanda Berry, de 27 anos, conseguiu escapar do cativeiro com sua filha de 6 anos ao chamar a atenção de um vizinho no dia 6 de maio.

Durante anos, as três mulheres foram mantidas acorrentadas pelos tornozelos dentro da casa de Castro, em um bairro de Cleveland. A casa acabaria destruída.

Sequestradas em incidentes separados aos 20, 16 e 14 anos, as mulheres sofreram espancamentos violentos e estupros frequentes.

Michelle Knight, de 32 anos, engravidou quatro vezes durante seus 11 anos de cativeiro. Castro forçou seus abortos proibindo-a de comer e espancando sua barriga.

Já Berry foi autorizada a levar adiante uma gravidez, dando à luz uma menina em uma piscina de plástico no Natal de 2006.

Gina DeJesus, por sua vez, uma amiga da filha de Castro, tinha apenas 14 anos quando foi sequestrada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Mulher é socorrida após ser atingida por retroescavadeira na cabeça
Geral
Reinaldo inaugura nova sede da DEPCA na 25 de Dezembro
Geral
Prêmio acumulado de R$ 200 milhões da Mega-sena será sorteado hoje
Geral
Disputa judicial entre Johnny Depp e Amber Heard vai parar nas telonas
Geral
Bebê nasce com dois dentes e viraliza nas redes sociais
Geral
Candidato que foi esfaqueado conta tudo
Geral
Caso Henry: STJ confirma soltura de Monique e prisão de Dr. Jairinho
Geral
Aplicativo do e-Título só pode ser baixado até sábado
Geral
Servidores do HU entram em greve na Capital
Geral
Simaria aparece de surpresa no palco de 1º show solo de Simone

Mais Lidas

Política
Pesquisa Ranking mostra Riedel perto do segundo turno
Polícia
JD1TV: Homem morre após se despedir da esposa e jogar carro em córrego na BR-163
Interior
Campo-grandense com carga de cigarros na fronteira morre em confronto com a PM
Cidade
Após episódio de 'traição', amante de candidato se diz abalada e passará por IML