Menu
Busca domingo, 13 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Prefeitura Refiz junho21
Justiça

CNJ vai votar auxílio-moradia para magistrados

A proposta prevê teto no valor de R$ 4.377,73, desta vez com algumas restrições

17 dezembro 2018 - 15h22Da redação

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deve votar nesta terça-feira (18), na última sessão do ano, a regulamentação de um novo auxílio-moradia para juízes, após o benefício ter sido extinto em novembro deste ano.

A proposta apresenta como teto o valor de R$ 4.377,73, o que já vinha sendo pago anteriormente, mas agora com algumas restrições como a necessidade de comprovação do gasto com o aluguel. Outra restrição é que o benefício só deverá ser concedido ao magistrado designado para atuar em localidade diferente daquela para qual prestou concurso e somente se um imóvel funcional não esteja disponível. Também não terá direito aquele juiz que possua imóvel próprio onde trabalha.

A tendência é que a proposta, cujo texto foi "costurado" pelo presidente do CNJ, ministro Dias Toffoli, seja aprovada pelos conselheiros. Não há uma estimativa de quantos magistrados estariam aptos a receber o novo auxílio-moradia.

Genetica 1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
TJMS distribuiu mais de 6 mil processos em maio
Justiça
Comércio formaliza mandado de segurança para barrar decreto do Prosseguir
Justiça
STF começa a julgar pedidos para suspender Copa América no Brasil
Justiça
No MS, quem maltratar animais pode pagar até R$ 8,1 mil
Justiça
STF decide que magistrados podem comandar Lojas Maçônicas
Justiça
Testemunha diz que foi "coagida" a mentir sobre 'Coffee Break'
Justiça
Intubado, Jamil Name tem prisão relaxada
Justiça
Justiça adia julgamento e medidores da Energisa seguem sem perícia
Justiça
Nos dias 3 e 4 de junho, não haverá expediente no Judiciário de MS
Justiça
Capital tem balcão virtual em 100% das varas

Mais Lidas

Geral
Ex-chiquitita ganha Porsche no 1º Dia dos Namorados
Geral
Vídeo: cadeiradas e vassouradas rolam soltas em 'quebra pau' no MC Donald's
Internacional
Em 40 segundos, pescador é engolido e cuspido vivo por baleia jubarte
Geral
Sérgio Murilo deve deixar secretaria