Menu
Busca terça, 11 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Governo 01
Justiça

Desembargador Sideni Pimentel, julgará HC de Jamil Name e filho

Pedido foi protocolado pelo advogado Renê Siufi

28 setembro 2019 - 11h22Da Redação

O desembargador Sideni Soncini Pimentel, que está no plantão do Tribunal de Justiça, já recebeu o pedido de habeas corpus dos empresários Jamil Name e Jamil Name filho. 

Name é conhecido pelas boas relações que tem com o judiciário, mas poucos se arriscam a prever o resultado do pedido, protocolado na noite de ontem, pelo advogado Renê Siufi.

Representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), fizeram apelação semelhante em favor do advogado Alexandre Franzoloso, e Pimentel teria prometido analisar esse caso ainda no sábado, por se tratar de um advogado.

Caso

Jamil Name e seu filho Jamil Name Filho foram presos na sexta-feira (27), durante a Operação Ormetá deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Garras), em Campo Grande.

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Paraguai não acha provas contra Ronaldinho e ex-jogador pode ser inocentado
Justiça
“Se não contermos a pandemia, colapso na Saúde é invitável”, diz defensor-geral de MS
Justiça
AO VIVO: Audiência de “fechamento” termina sem acordo
Justiça
AO VIVO: Audiência do “fechamento”, o que pensam as partes?
Justiça
Juiz barra presença de vereador em reunião de conciliação
Justiça
Indústria terá assento em audiência amanhã sobre “fechamento” da capital
Justiça
Justiça: Drogasil terá que indenizar cliente por assédio de atendente
Justiça
Caso Prior: Delegada encerra inquérito de suposto estupro
Justiça
Suspeito de ajudar milícia, delegado Obara é solto pela Justiça
Justiça
Justiça quer diálogo antes de decidir sobre “fechamento”

Mais Lidas

Política
Vereadores da capital votam cinco Projetos nessa terça
Política
Coronel David solicita testes em massa à agentes da Segurança Pública
Política
Dourados tem nova troca de secretário de Saúde
Política
Vice-prefeita de Inocência morre vítima do coronavírus