Menu
Busca sábado, 23 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
Governo Futebol
Justiça

OAB/MS quer mais faixas de cobrança nos cartórios

Com os altos valores cobrados em MS, as pessoas buscam serviços em outros estados

06 maio 2019 - 13h32Joilson Francelino

Em entrevista ao JD1 Notícias, o conselheiro estadual da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul, Felipe Ramos Baseggio, disse que a entidade acompanha a discussão sobre a elaboração da nova tabela de emolumentos e quer a redução dos valores cobrados.

Além da redução, o conselheiro destaca ser necessária uma maior gradação para “atender mais a diferença entre os contribuintes”. “É necessário ter mais faixas que atendam a partir da capacidade contributiva, quer dizer, aquela pessoa que faz uma escritura em valor menor, que pague menos. Hoje as faixas são poucas e acaba que iguala uma pessoa que está fazendo uma escritura de alto custo, cai na mesma tabela que aquelas que fazem procedimentos de baixo custo”, exemplifica.

Para Baseggio, a igualdade de cobrança não atende os princípios constitucionais e cita a observância da capacidade contributiva. Com os altos valores cobrados em Mato Grosso do Sul, diversas pessoas optam por procurar serviços cartorários de outros estados. “Nem mesmo para fins de arrecadação e remuneração dos cartórios essa tabela está adequada, o valor é tão alto que está ocorrendo esse fenômeno das pessoas fazerem os serviços em outros estados, por causa da diferença”, disse o conselheiro.

Sobre a participação do TJ-MS, Ministério Público, Defensoria Pública e Procuradoria-Geral do Estado, na arrecadação dos cartórios, Baseggio afirmou que a OAB/MS não vai propor o fim dessas participações, até porque, cada entidade tem suas atribuições que prestam apoio aos cartórios. Para ele, é preciso que as entidades abram mão de parte dessas participações para que haja a diminuição. “Se ninguém abrir mão de nada, ficará do jeito que é, em tese, imaginamos que alguma coisa será remodelada”, disse.

Audiência

O TJ-MS convocou uma audiência pública para debater e receber propostas para a elaboração da nova tabela de emolumentos em vigor no Mato Grosso do Sul. A convocação está marcada para o dia 9 de maio, às 9 horas.

senar janeiro21

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Na posse de Contar, lideranças ressaltam harmonia com judiciário
Justiça
"O judiciário continuará a ser grande", diz Contar ao assumir TJ
Justiça
Convidados terão que responder questionário para posse de Contar, no TJ
Justiça
Ministro do STF vê Jamil como chefe de "organização criminosa" e mantém prisão em Mossoró
Justiça
Eleitor tem até esta semana para justificar ausência no 1º turno
Justiça
Luísa Sonza é processada por suposto ato racista e nega as acusações
Justiça
Dois anos depois, ex-diretor do Hospital Regional é inocentado
Justiça
Sem provas, MPE inocenta Jamil Name e conselheiro do TCE da morte de delegado
Justiça
Consórcio Guaicurus terá que pagar R$ 10 mil a idosa que se machucou no ônibus
Justiça
Empresária acusada de racismo paga R$ 10 mil e "se livra" da cadeia

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio