Menu
Busca segunda, 06 de fevereiro de 2023
(67) 99647-9098
Justiça

STJ mantém André réu em ação por propina

Ex-governador é acusado de cobrar de 20% a 30% sobre os incentivos concedidos a JBS

14 março 2022 - 17h05
Sebrae Materia

O ex-governador André Puccinelli continua réu no processo na 1ª Vara Criminal de Campo Grande, em que ele é condenado por propina. A ação bloqueou R$ 77,711 milhões em setembro de 2020. No dia 8 de março deste ano, por unanimidade, a 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça negou o agravo do ex-governador de trancar a ação penal da suposta propina de R$ 25 milhões paga pela JBS.

O juiz Roberto Ferreira Filho foi quem aceitou a última denúncia e ainda decretou o bloqueio de R$ 216 milhões. O MPE (Ministério Público Estadual) havia solicitado o sequestro de R$ 310 milhões.

Puccinelli recorreu contra a decisão, no entanto, o Tribunal de Justiça negou o habeas corpus para trancar a ação; o ex-governador então recorreu ao STJ, mas teve o pedido negado e a 6ª Turma da corte manteve a denúncia tramitando normalmente. 

Ele decidiu ingressar com agravo interno para questionar o julgamento e tentar, em mais um recurso, trancar a ação criminal. O pedido foi negado por unanimidade pelos ministros Laurita Vaz (relatora), Sebastião Reis Júnior, Rogério Schietti Cruz e Antônio Saldanha Palheiro e pelo desembargador convocado, Olindo Menezes, de acordo com despacho publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (14).

“Há a demonstração de indícios que apontam a existência de complexa teia que liga, em tese, o Recorrente aos atos ilícitos apontados pelo Ministério Público, de modo que não se visualiza constrangimento ilegal no recebimento da denúncia. 5. Agravo regimental desprovido”, pontuou Laurita Vaz no documento.

Denúncia –

O ex-governador foi denunciado por propina pelos promotores que alegam que Puccinelli cobrou de 20% a 30% sobre os incentivos concedidos a JBS. A empresa teria repassado R$ 15,2 milhões em espécie e mais R$ 5 milhões por meio de doação oficial para a campanha eleitoral do MDB em 2014.

Sebrae Materia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Caso de assédio sexual de Marquinhos ficará em sigilo
Justiça
PGR denuncia mais 152 por participações em invasão em Brasília
Justiça
Daniel Silveira tem prisão mantida
Justiça
Marcos do Val será investigado por denúncia contra Silveira e Bolsonaro
Justiça
MPF pede a prisão do apresentador Sikêra Jr. por crime de racismo
Justiça
Moraes concede liberdade provisória ao ex-chefe da PMDF
Justiça
Comarca de Aquidauana selecionará estagiários de direito
Justiça
Telegram paga multa de R$ 1,2 milhão ao STF
Justiça
Câmara convoca candidatos de concurso público
Justiça
JD1TV: Sérgio Martins assume TJ e chama pai à mesa

Mais Lidas

Polícia
JD1TV: Corpo é queimado em meio ao lixo no Santa Emília
Polícia
Queimado no Santa Emília foi "embrulhado" em sofá para ser carbonizado
Polícia
Jovem é esfaqueado e tem vísceras expostas no Itamaracá
Polícia
Esfaqueamento no Jardim Itamaracá foi motivado por ventilador roubado